Cateter vs. pleurodese no tratamento do derrame pleural maligno - PEBMED

Cateter vs. pleurodese no tratamento do derrame pleural maligno

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

O tratamento do derrame pleural maligno com o cateter é mais eficaz do que a pleurodese com talco na minimização do tempo de hospitalização? Foi o que investigou um estudo publicado no Journal of the American Medical Association (JAMA).

Para isso, foi realizado um ensaio clínico randomizado com participantes de nove centros na Austrália, Nova Zelândia, Cingapura e Hong Kong, entre 2012 e 2014, que foram acompanhados por 12 meses. Pacientes (n = 146; idade média = 71 anos) com derrame pleural maligno sintomático que não foram submetidos a cateter pleural ou pleurodese com talco foram incluídos. Os participantes foram randomizados (1:1) para um dos dois tratamentos.

O desfecho primário foi o número total de dias passados no hospital desde o procedimento até a morte ou 12 meses. Os secundários incluíram intervenções pleurais adicionais, disfunção relatada pelo paciente, medidas de qualidade de vida e eventos adversos.

Resultados

Os participantes do grupo do cateter passaram menos dias no hospital do que os do grupo da pleurodese (10 vs. 12 dias; p = 0,03) e exigiram menos novas drenagens pleurais invasivas (4,1% vs. 22,5%; diferença de 18,4%; IC de 95%: 7,7% a 29,2%).

Os pesquisadores não encontram diferenças significativas na falta de ar ou na qualidade de vida oferecida pelo cateter ou pela pleurodese. Foram observados eventos adversos em 22 pacientes do grupo do cateter (30 eventos) e em 13 pacientes do grupo da pleurodese (18 eventos).

Entre os pacientes com derrame pleural maligno, o tratamento com cateter resultou em menos dias de hospitalização, mas a diferença não foi conclusiva. No entanto, os pesquisadores acreditam que essas descobertas podem ajudar a informar a escolha do paciente no manejo do derrame pleural.

Referências:

  • Thomas R, Fysh ETH, Smith NA, Lee P, Kwan BCH, Yap E, Horwood FC, Piccolo F, Lam DCL, Garske LA, Shrestha R, Kosky C, Read CA, Murray K, Lee YCG. Effect of an Indwelling Pleural Catheter vs Talc Pleurodesis on Hospitalization Days in Patients With Malignant Pleural EffusionThe AMPLE Randomized Clinical Trial. JAMA. 2017;318(19):1903–1912. doi:10.1001/jama.2017.17426

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar