Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Enfermagem / Como é o mercado de trabalho para profissional de enfermagem?
mercado de trabalho

Como é o mercado de trabalho para profissional de enfermagem?

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: 3 minutos.

Os cursos na área da saúde sempre têm uma grande procura, aumentando a disputa pelas vagas nos cursos e, consequentemente, pelas vagas no mercado de trabalho. O enfermeiro é um profissional que atua de maneira interdisciplinar, com o objetivo de auxiliar na promoção e manutenção da saúde, no bem-estar da população e na prevenção de doenças.

O mercado de enfermagem possui vários segmentos, muitos deles em expansão, e que oferece diversas possibilidades. Além da assistência médica, existem muitas outras áreas onde o profissional de enfermagem pode atuar.

Principais áreas de atuação do enfermeiro:

1. Assistência Domiciliar – Trata de pacientes em suas próprias residências, pessoas que receberam alta de hospitais e ainda necessitam de cuidados especiais durante o tratamento. Também cuida de pessoas idosas ou com doenças crônicas mesmo em períodos em que não estão doentes;

2. Enfermagem de Resgate – Trabalha juntamente com equipes de salvamento, prestando os primeiros socorros a vítimas de calamidades ou acidentes;

3. Enfermagem do Trabalho – Atua dentro de organizações prestando atendimento ambulatorial para funcionários da empresa. Também elabora programas de prevenção da saúde e orienta os colaboradores sobre primeiros socorros;

4. Ensino – Atua como professor em cursos técnicos e faculdades. Realiza palestras e cursos sobre cuidados com a saúde e primeiros socorros;

5. Pesquisa Clínica – Realiza pesquisas sobre novos medicamentos, estuda sobre epidemias e atua no desenvolvimento de novas drogas.

Quer saber as demais áreas de atuação dos profissionais de enfermagem? Confira o nosso conteúdo sobre Áreas de atuação do enfermeiro e a busca pelas residências.

Perfil do profissional formado em enfermagem

Cuidar de pessoas é a base do trabalho de um enfermeiro. Na maior parte dos casos, este profissional lida com pacientes bastante fragilizados que, além de cuidados médicos, precisam de apoio emocional.

Neste aspecto, um bom enfermeiro precisa ser solidário, saber ouvir as pessoas e entender o que elas necessitam e servi-las. Outro ponto fundamental é ter o controle das próprias emoções e desenvolver o caráter prático em situações de emergência, resgate ou salvamentos.

A Pesquisa Perfil da Enfermagem, realizada em parceria entre o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), é o mais amplo levantamento sobre uma profissão já realizado na América Latina.

Ele abrange um universo de 1,6 milhão de profissionais. Foram entrevistados profissionais em cerca de 50% dos municípios brasileiros e em todas as unidades da federação. O resultado, detalhado também por estado, permite uma compreensão mais detalhada das realidades locais. Confira aqui o conteúdo publicado em nosso portal na íntegra sobre a pesquisa.

Quer ter mais segurança na sua prática profissional? Baixe agora o EnfermagemApp, o 1º aplicativo exclusivo para enfermeiros!

Curso superior em enfermagem

A graduação em enfermagem pode ser do tipo bacharelado ou licenciatura. Possui duração média de cinco anos, sendo possível cursá-la nas modalidades presencial e à distância.

O início do curso é marcado por disciplinas básicas da área das ciências biológicas, como anatomia, microbiologia, citologia, histologia e parasitologia. Também há matérias de administração e fundamentos de psicologia, e de sociologia.

Gradativamente, o aluno conhece os procedimentos técnicos e, no segundo ano, começa a atender pacientes e a cuidar de enfermarias. O estágio é obrigatório, sempre supervisionado por enfermeiros e professores. No final do curso é exigido um trabalho de conclusão.

O curso conta com muitas atividades práticas em laboratório, onde o estudante pode testar os seus conhecimentos e aprender a realizar procedimentos.

O mais recente Censo da Educação Superior revela que o curso de enfermagem é a sexta graduação com mais alunos matriculados no país, com mais de 270 mil estudantes.

Para se destacar em meio a tantos profissionais, o primeiro passo é buscar uma faculdade reconhecida e bem avaliada pelo Ministério da Educação (MEC).

Autora:

Referências:

Um comentário

  1. Avatar

    Falta dizer o quanto o mercado de trabalho está saturado no Brasil, que anda num rumo perigoso de formar profissionais ao montes, sem a menor qualificação, impondo riscos à população e grande desvalorização dos bons profissionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.