Conteúdos novos em Covid-19: Intubação na Escassez de Sedativo e Sedação na Escassez de Medicamentos - PEBMED

Conteúdos novos em Covid-19: Intubação na Escassez de Sedativo e Sedação na Escassez de Medicamentos

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Com a alta demanda no uso de recursos devido à pandemia de Covid-19, hospitais estão tendo dificuldades com equipamentos e medicamentos. A falta de sedativos e bloqueadores neuromusculares é uma realidade no cenário médico atual.

O Whitebook, sempre pensando em ajudar os profissionais da linha de frente, publicou dois conteúdos novos na categoria Covid-19: Intubação na Escassez de Sedativo e Sedação na Escassez de Medicamentos.

Os temas estão na seção Abordagem Terapêutica. Veja abaixo onde encontrá-los!

Intubação na Escassez de Sedativo aborda as alternativas medicamentosas, na falta de insumos mais comuns para intubação, nas técnicas de sequência rápida e atrasada, com estratégias adicionais que poderão guiar a decisão clínica dos médicos diante dos procedimentos.

“O paciente com Covid-19 que necessita de intubação apresenta uma via aérea fisiologicamente difícil, na maioria das vezes. Diante de um procedimento com maior grau de complexidade, vivenciar situações de escassez de medicamentos necessários para o procedimento torna ainda mais complexo o cenário. Nosso objetivo com o conteúdo foi apresentar alternativas e dicas para a beira do leito, ajudando a guiar a decisão clínica, de forma rápida e prática, dos colegas na linha de frente”, disse o médico intensivista do Whitebook, Filipe Amado.

Sedação na Escassez de Medicamentos, trata das alternativas terapêuticas fáceis e viáveis para a sedação, visto que a escassez de medicamentos se dá, de um lado, pela inadequada gestão dentro de um cenário global muito novo e pelo uso em demasia e, até mesmo, indiscriminado dessas drogas.

A anestesiologista e conteudista do app, Gabriela Queiroz, explica melhor sobre a abordagem do conteúdo:

“Citamos outras alternativas para realizar uma excelente sedação no paciente crítico quando o profissional se depara com a ausência das medicações usuais. No conteúdo falamos, também, em maneiras de utilizar esses medicamentos com bastante segurança, focando nas doses de ataque e manutenção dessas opções”.

Em março, a Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), em conjunto com a ABRAMEDE, Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia e a Academia Nacional de Cuidados Paliativos, desenvolveu uma segunda versão do documento com recomendações para alocação de recursos em esgotamento durante a pandemia.

Veja mais: Como lidar com a escassez de recursos durante a pandemia por Covid-19?

O que você achou dos nossos novos conteúdos sobre Covid-19? Deixe seu comentário abaixo! 🙂

Aqui no blog você sempre fica por dentro de tudo o que acontece no aplicativo médico número 1 do Brasil. Continue nos acompanhando para não perder nenhuma novidade!

Abraços,

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar