Controle glicêmico rígido em gestantes com DM1 pode melhorar os desfechos clínicos

Em artigo do The Lancet, pesquisadores examinaram a eficácia do controle glicêmico rígido em pacientes grávidas com diabetes tipo 1 (DM1) nos desfechos na saúde obstétrica e neonatal.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Em novo artigo publicado no The Lancet, pesquisadores examinaram a eficácia do controle glicêmico rígido em pacientes grávidas com diabetes tipo 1 (DM1) nos desfechos na saúde obstétrica e neonatal.

Para esse estudo multicêntrico, aberto, randomizado e controlado, pesquisadores recrutaram mulheres de 18 a 40 anos com DM1 que estavam recebendo terapia intensiva com insulina, por um período mínimo de 12 meses. As participantes estavam grávidas (≤ 13 semanas e 6 dias de gestação) ou planejavam engravidar, e eram de 31 hospitais no Canadá, Inglaterra, Escócia, Espanha, Itália, Irlanda e EUA.

No total, 325 mulheres foram randomizadas para controle da glicose padrão ou rígido. As participantes receberam instruções sobre como usar suas medidas para ajustar a dose de insulina.

Veja também: ’10 fatos que você precisa saber sobre o controle glicêmico intra-hospitalar’

No grupo de controle glicêmico rígido, o nível médio de hemoglobina glicosilada (HbA1c) entre o período de recrutamento e a 34ª semanas de gestação diminuiu significativamente mais do que com controle padrão (-0,54 versus -0,35). Os pesquisadores não encontraram nenhum benefício aparente do controle glicêmico rígido em mulheres planejando a gravidez.

Os resultados de saúde neonatal foram significativamente melhores no grupo de controle rígido, com menos admissões a cuidados intensivos neonatais com duração superior a 24 horas (0,48: 0,26 a 0,86; p = 0,0157), menor incidência de hipoglicemia neonatal (0,45; 0,22 a 0,89; p = 0,0250) e um dia mais curto de duração na internação (p = 0,0091). Ocorreram eventos adversos em 51 (48%) participantes do grupo de controle rígido e 43 (40%) do grupo controle.

Para os pesquisadores, esses achados apoiam o controle glicêmico rígido em todas as pacientes grávidas com DM1. Leia o estudo na íntegra nesse link.

E mais: ‘InsulinAPP – o controle glicêmico do seu paciente nas suas mãos’

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades