Página Principal > Pediatria > Cuidados de mãe canguru: quais são os efeitos a longo prazo?
medico segurando um bebe nas mãos

Cuidados de mãe canguru: quais são os efeitos a longo prazo?

O método Mãe Canguru é uma intervenção multifacetada para recém-nascidos prematuros e de baixo peso e seus pais. Os benefícios a curto e médio prazo sobre a sobrevivência, o neurodesenvolvimento, a amamentação e a qualidade da ligação mãe-filho já foram comprovados. Agora, um novo estudo avaliou a persistência desses resultados na idade adulta.

Entre 2012 e 2014, pesquisadores identificaram 264 dos 716 participantes do estudo original sobre os benefícios do método Mãe Canguru, com peso ≤1800 g ao nascimento. Eles foram comparados a um grupo de controle, quanto ao estado de saúde e ao funcionamento neurológico, cognitivo e social.

Os efeitos do método em 1 ano sobre o QI e o ambiente familiar ainda estavam presentes 20 anos mais tarde nos indivíduos mais frágeis, e os pais eram mais protetores, refletidos pela redução do absenteísmo escolar e redução da hiperatividade, agressividade, externalização e desvio de conduta. A neuroimagem mostrou maior volume do núcleo caudado esquerdo.

Dra. Ana Carolina Pomodoro, pediatra e colunista da PEBMED, fala mais sobre as conclusões do artigo:

“A legislação brasileira institui o Método Canguru como Política Nacional de Saúde, e o mesmo tem sido usado em nossas maternidades nas últimas décadas, o que auxilia no desenvolvimento adequado dos bebês que nasceram prematuros e de baixo peso. Conforme foi descrito no trabalho publicado por Charpak et al na Pediatrics, os benefícios encontrados com uso desse método incluem efeitos sociais e comportamentais significativos e duradouros.

O Ministério da Saúde enumera tais benefícios: Menor tempo de internação do bebê; Oxigenação adequada; Aumento da temperatura do corpo e estabilidade; Menos episódios de apneia durante o sono; Diminuição do choro; Aumento do aleitamento materno; Aumento do vínculo pai-mãe-bebê-família; Diminuição do tempo de separação pai-mãe-bebê-família; Melhor relacionamento família/equipe; Estimulação sensorial positiva; Diminuição de infecção hospitalar; Controle e alívio da dor; Acolhimento ao bebê e sua família; Respeito às individualidades; e Promoção do contato pele a pele precoce. As orientações a respeito do método podem ser acessadas aqui“, finaliza Dra. Ana.

Referências:

  • Twenty-year Follow-up of Kangaroo Mother Care Versus Traditional Care. Pediatrics. 2017 Jan;139(1). pii: e20162063. doi: 10.1542/peds.2016-2063. Epub 2016 Dec 12.
  • https://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/secretarias/562-sas-raiz/dapes/saude-da-crianca-e-aleitamento-materno/l4-saude-da-crianca-e-aleitamento-materno/10387-vacinacao-infantil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.