Página Principal > Psiquiatria > Depressão pós-parto: pesquisa comprova eficácia da brexanolona
ACOG

Depressão pós-parto: pesquisa comprova eficácia da brexanolona

Tempo de leitura: 2 minutos.

A depressão pós-parto é um distúrbio psíquico que acomete mulheres geralmente no período de 6 a 18 meses após o nascimento do bebê. Uma das diversas causas do transtorno é a mudança hormonal que ocorre durante a gestação. Vários estudos associam a depressão pós-parto a alterações nos receptores de GABAA e de seus moduladores alostéricos.

Entre os sintomas mais frequentes da depressão pós-parto estão tristeza profunda, alteração de humor, irritação, perda de apetite, além de ansiedade. Vários fármacos estão em fase de testes para o controle das apresentações clínicas da doença, um deles é a brexanolona, que em uma recente pesquisa se mostrou eficaz na diminuição dos sintomas já nas primeiras 60 horas a partir da aplicação da injeção.

Leia mais: Depressão pós parto grave aumenta risco de desfechos adversos na prole

A pesquisa, publicada em agosto de 2018 na revista The Lancet, reuniu dados de dois estudos duplo-cegos e randômicos realizados entre 2016 e 2017. O levantamento contou com 375 mulheres no total. No primeiro estudo, as participantes foram divididas aleatoriamente em 3 grupos: o primeiro recebeu brexanolona 90 µg/kg/hora (n= 45), o segundo foi medicado com brexanolona 60 µg/kg/hora (n= 47) e o terceiro recebeu placebo (n=46).

No segundo estudo, as participantes foram designadas em dois grupos, no primeiro foi administrada a injeção de brexanolona na dose 90 µg/kg/hora (n=54), e no segundo grupo placebo (n=54). A pesquisa levou em consideração voluntárias cujo parto ocorreu há pelo menos 6 meses a partir do início do rastreio e diagnosticadas com depressão pós-parto. Não estavam elegíveis mulheres com insuficiência renal, alergia ao fármaco, histórico de esquizofrenia, transtorno bipolar e anemia.

Ao final de 60 horas de medicação com injeção de brexanolona, nos dois estudos, as participantes dos grupos medicados com o fármaco sentiram diminuição dos sintomas da depressão pós-parto (HAM-D ≤7) em relação ao grupo do placebo (51% vs 16% [60-µg] e 61% vs 38% [90-µg]). A pesquisa constatou ainda que a melhora nos sintomas das pacientes que receberam brexanolona 90-µg permaneceu por 30 dias.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Meltzer-Brody S et al. Brexanolone injection in post-partum depression: Two multicentre, double-blind, randomised, placebo-controlled, phase 3 trials. Lancet 2018 Aug 31; [e-pub]. (https://doi.org/10.1016/S0140-6736(18)31551-4)

Um comentário

  1. Dr. José Antonio Ayres

    Gostei muito gostaria de saber mais sobre o medicamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.