Dia Internacional da Talassemia: reflexões sobre a doença

Dia 8 de maio comemoramos o Dia Internacional da Talassemia. Veja o tratamento em tempos de pandemia e a importância do diagnóstico precoce.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Dia 8 de maio, sábado, comemoramos o Dia Internacional da Talassemia. A data traz reflexões importantes sobre a doença, cuidados com o tratamento em tempos de pandemia e a importância do diagnóstico precoce para prevenção de agravamentos.

Dia 8 de maio comemoramos o Dia Internacional da Talassemia. Veja o tratamento em tempos de pandemia e a importância do diagnóstico precoce.

Dia Internacional da Talassemia

A talassemia é uma doença do sangue do tipo genética e hereditária. Está entre os distúrbios mais comuns do grupo das hemoglobinopatias (doença da hemoglobina), também é conhecida como anemia do Mediterrâneo. Clinicamente existem duas formas principais: alfa-talassemia e beta-talassemia. O tipo de talassemia que mais acomete o Brasil e o mundo é a beta-talassemia, que, de acordo com os genes afetados, se divide em três grupos: talassemia menor (paciente normalmente assintomático), intermediária (quadro clínico variável entre a maior e menor) e maior (paciente evolui com quadros graves da doença).

Entre os sinais e sintomas da talassemia temos: anemia leve, moderada ou grave, excesso de ferro e seus sintomas associados, entre outros sintomas como espessamento dos ossos cranianos e atraso no crescimento.

O diagnóstico pode ser feito através de exames como hemograma, esfregaço periférico e eletroforese de hemoglobina. Os exames laboratoriais são indicados para investigação, acompanhamento e confirmação diagnóstica. O teste de DNA (diagnóstico pré-natal) é também um exame utilizado para o diagnóstico de talassemia. O aconselhamento genético é indicado para avaliar os genes responsáveis pela doença, determinar o tipo de talassemia e o melhor tratamento a ser adotado. O teste de diagnóstico pré-natal deve ser indicado principalmente para famílias que possuam o histórico familiar da doença.

O tratamento varia de acordo com a gravidade da doença e é baseado em protocolos clínicos estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Podem ser farmacológicos e intervencionistas que incluem: transplante de medula óssea alogênico, tratamento quelante para pacientes com excesso de ferro no organismo e esplenectomia. Ou tratamentos não farmacológicos que incluem: transfusões sanguíneas, acompanhamento psicológico, nutricional, entre outros.

Se formos pensar no atual cenário em que estamos vivendo de pandemia pelo coronavírus, que é uma doença que afeta principalmente o sistema respiratório, os pacientes portadores de talassemia (intermediária e maior) devem estar atentos para os cuidados de combate ao vírus, por possuírem uma patologia ligada às alterações da hemoglobina e, consequentemente, poderem estar mais suscetíveis à possíveis complicações.

Uma grande conquista para os pacientes portadores de talassemia maior foi divulgada em abril deste ano e estes agora fazem parte do grupo prioritário para receberem a vacinação contra Covid-19. Portanto, pacientes entre 18 e 59 anos podem se dirigir a um posto de vacinação para receberem a tão esperada vacina.

Gostou do assunto? Quer saber mais sobre Talassemia, então entre em nosso aplicativo Nursebook e aproveite todo conteúdo.

Referências bibliográficas:

  • Associação Brasileira de Talassemia (BR). Portadores de talassemia maior agora fazem parte do grupo prioritário para vacinação contra covid-19. [Internet]. 2021. (Acesso 05/05/2021).
  • Associação Brasileira de Talassemia (BR). Coronavírus em paciente com talassemia. [Internet]. 2020. (Acesso 03/05/2020).
  • Braunstein EM. Talassemias. [Internet]. Manual MSD versão para profissionais de saúde.  2019. (Acesso 05/05/2021).
  • Ministério da saúde (BR). Orientações para o diagnóstico e tratamento das talassemias beta. [Internet]. 1ª ed. Brasília-DF. 2016. 143-153.
  • Hematologia e Hemoterapia Pediátrica Série Atualizações Pediátricas SPSP. 1ª ed. Atheneu. 2013.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Tags