Diabetes tipo 1: veja os destaques da nova diretriz da ADA

A American Diabetes Association (ADA) publicou novas diretrizes para auxiliar clínicos no atendimento a pacientes com diabetes tipo 1. Veja aqui os destaques do mais recente guideline.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

American Diabetes Association (ADA) publicou novas diretrizes para auxiliar clínicos no atendimento a pacientes com diabetes tipo 1. Veja aqui os destaques do mais recente guideline:

1) Monitorando a glicemia

Em relação ao monitoramento da glicemia e os alvos de hemoglobina glicosilada (HbA1c), a ADA recomenda:

  • Pacientes em regimes intensivos de insulina (múltiplas injeções diárias ou infusões contínuas) precisam de monitorização constante da glicose no sangue. O auto-monitoramento da glicemia deve ocorrer, no mínimo, de 6 a 10 vezes ao dia.
  • O alvo de HbA1c deve ser monitorado duas vezes por ano em pacientes que alcançam as metas glicêmicas e o objetivo do tratamento. Já naqueles que não atingem as metas glicêmicas, esse monitoramento deve ser mais frequente. Evitar a hipoglicemia tem precedência sobre alcançar as metas de hemoglobina glicosilada.

2) Alvos glicêmicos

Em relação aos alvos de hemoglobina glicosilada, a ADA recomenda:

  • O alvo de HbA1c para adultos é < 7%, mas esse objetivo pode ser < 8% para pacientes com história de hipoglicemia grave ou comorbidades. Essa recomendação não se aplica às gestantes.
  • Em pacientes com curta duração de diabetes, longa expectativa de vida e sem doença cardiovascular clinicamente significativa, o alvo pode ser mais rigoroso (< 6,5%).

Veja também: ‘Diabetes tipo 1 – nova diretriz para prescrição de exercícios’

3) Terapia farmacológica

Em relação à terapia farmacológica para pacientes com diabetes tipo 1, a ADA recomenda:

  • Terapias de insulina requerem educação do paciente para combinar a dosagem com a ingestão de carboidratos, níveis de glicose pré-refeição e atividade física.
  • O monitoramento intensivo da glicemia deve ser encorajado em pacientes ativos com participação da família.
  • Insulina inalável de ação rápida não é inferior à insulina aspart para redução de HbA1c e é menos provável de causar hipoglicemia.
  • Embora hipoglicemia seja manejada com glicose oral ou outros carboidratos, pacientes em risco de hipoglicemia significativa podem receber glucagon.
  • Pacientes com hipoglicemia clinicamente significativa ou hipoglicemia grave com episódios de inconsciência devem elevar seus objetivos glicêmicos transitoriamente durante várias semanas, para evitar hipoglicemia e reduzir os desmaios.

Diretrizes da ADA para tratamento do DIABETES: baixe GRÁTIS nosso e-book e fique por dentro!

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades