Página Principal > Cirurgia > Diretrizes atualizadas para prevenção de infecção do sítio cirúrgico
médicos na sala de cirurgia operando paciente

Diretrizes atualizadas para prevenção de infecção do sítio cirúrgico

Tempo de leitura: 2 minutos.

Queremos saber a sua opinião! Gostou de ouvir essa notícia em áudio? Clique aqui e responda nossa pesquisa.

As infecções do sítio cirúrgico (ISC) são infecções da incisão, do órgão ou da cavidade que ocorrem após uma cirurgia. Entre 2006 e 2009, as infecções no local primário complicaram aproximadamente 1,9% das cirurgias nos Estados Unidos. O número verdadeiro é provavelmente maior, já que aproximadamente metade das ISC se manifesta após a alta.

As infecções do sítio cirúrgico são condições associadas aos cuidados de saúde e, desta forma, evitáveis.

As melhores condutas cirúrgicas você encontra no Whitebook. Clique e baixe aqui!

A última versão das diretrizes para Prevenção da Infecção do Sítio Cirúrgico do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (“CDC”) foi publicado em 1999 e, neste ano, novas recomendações atualizadas foram emitidas para a prevenção de infecção do sítio cirúrgico.

As recomendações de 2017, publicadas online na “JAMA Surgery”, substituem as diretrizes anteriores.

Entre as recomendações atualizadas:

  • Aconselhar os pacientes a tomar um banho completo com sabonete (antimicrobiano somente quando necessário) ou um agente antisséptico antes da noite anterior ao dia da cirurgia;
  • Nos partos por cesariana, administrar profilaxia antimicrobiana antes da incisão;
  • Na maioria dos casos, usar um agente à base de álcool para a preparação da pele na sala de operação, exceto quando contraindicado;
  • Não é necessário usar campos cirúrgicos plásticos (adesivo incisional) com ou sem propriedades antimicrobianas para prevenir ISC;
  • Para procedimentos limpos e limpo-contaminados, não administrar doses antimicrobianas profiláticas adicionais após o fechamento da incisão cirúrgica, mesmo que o paciente esteja com um dreno instalado;
  • Não aplicar agentes antimicrobianos tópicos na incisão;
  • Manter o controle glicêmico intraoperatório em pacientes diabéticos e não diabéticos, visando níveis de glicose no sangue de menos de 200 mg/dL;
  • Manter a normotermia do paciente;
  • Em doentes com função pulmonar normal submetidos à anestesia geral com intubação endotraqueal, ofertar maior fração de oxigênio inspirado durante a cirurgia e após a extubação no pós-operatório imediato;
  • Não postergue a transfusão de hemoderivados como um meio de prevenir ISC.

Mais do autor: ‘Antibioticoprofilaxia na cirurgia: É possível encurtar a janela de 60 minutos recomendada?’

O número de questões não resolvidas nesta diretriz revela lacunas que justificam pesquisas posteriores. Estudos avançados e bem desenhados que avaliem o efeito de intervenções específicas sobre a incidência das ISC são necessários para corrigir essas lacunas.

Autor:

Referências:

  • ‘Long-Awaited’ CDC Guidelines on SSI Prevention Released – Medscape – May 03, 2017.
  • JAMA Surg. Published online May 3, 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.