Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Cardiologia / Disfunção sexual é comum entre jovens que sofreram um infarto?

Disfunção sexual é comum entre jovens que sofreram um infarto?

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Jovens adultos que sofreram um infarto agudo do miocárdio muitas vezes experimentam problemas sexuais no ano subsequente, constata um novo estudo publicado no Journal of the American Medical Association.

500x120-amarelo

Para chegar a essa conclusão, pesquisadores fizeram um estudo prospectivo com 2.800 pessoas, com idades entre 18 e 55. Um ano após o infarto, 59% das mulheres e 46% dos homens, que eram sexualmente ativos, disseram experimentar, pelo menos, um problema sexual.

Entre as mulheres, a falta de interesse, problemas de lubrificação e dificuldade para respirar durante a relação sexual foram os mais comuns; já para os homens, dificuldades de ereção, falta de interesse e ansiedade.

Apenas 19% das mulheres e 31% dos homens afirmaram falar sobre a atividade sexual com o seu médico.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

banner250x250

Referências: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.