Página Principal > Nefrologia > Doença renal crônica: prós e contras dos medicamentos para preservar a saúde óssea
homem com dor na barriga

Doença renal crônica: prós e contras dos medicamentos para preservar a saúde óssea

Tempo de leitura: 2 minutos.

Complicações da doença renal crônica (DRC) incluem ossos fracos e aumento do risco de fratura. Os benefícios de medicamentos para preservar a saúde óssea em pacientes com DRC ainda são incertos.

Em uma meta-análise, publicada no Annals of Internal Medicine, pesquisadores analisaram os prós e contras dos medicamentos contra a osteoporose (bifosfonatos, teriparatide, raloxifeno e denosumab) em comparação com placebo, cuidados habituais e segurança em pacientes com DRC.

Nefrolitíase: baixe grátis nosso e-book para ver a melhor conduta médica

Foram selecionados 13 estudos com um total de 9.850 indivíduos. Evidências mostram que os bifosfonatos podem retardar a perda de densidade mineral óssea entre receptores de transplante (evidência moderada), mas os seus efeitos sobre fraturas e a segurança dos pacientes não foram claros.

Raloxifeno pode prevenir fraturas vertebrais, mas não melhora a densidade mineral óssea (evidência fraca). Os efeitos do teriparatide e do denosumab na densidade óssea e fraturas não foram claros (evidência muito fraca), e estes medicamentos podem aumentar o risco de alguns resultados de segurança.

Pelos resultados, os pesquisadores concluíram que os efeitos dos medicamentos para osteoporose na densidade mineral óssea, risco de fratura e segurança entre os pacientes com DRC não estão claramente estabelecidos. Pesquisas mais estruturadas são necessárias para determinar as melhores opções para esses doentes.

Veja também: ‘9 fatos que você precisa saber sobre a doença renal crônica’

Referências:

  • Wilson LM, Rebholz CM, Jirru E, Liu MC, Zhang A, Gayleard J, et al. Benefits and Harms of Osteoporosis Medications in Patients With Chronic Kidney Disease: A Systematic Review and Meta-analysis. Ann Intern Med. [Epub ahead of print 11 April 2017] doi: 10.7326/M16-2752


Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.