Espironolactona: altas doses trazem melhora na diurese na IC refratária

Um estudo recente mostrou que altas doses de espironolactona em pacientes com IC tem boa resposta clínica, com maior perda ponderal e alívio da dispneia.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Os diuréticos são drogas fundamentais na insuficiência cardíaca, levando a uma melhora dos sintomas respiratórios e congestivos. A furosemida e os demais diuréticos de alça são as drogas mais utilizadas, mas a despeito da nítida melhora clínica, não há evidência de melhora na sobrevida.

Por outro lado, a espironolactona e o eplerenone, ao antagonizar os efeitos da aldosterona, têm baixa potência diurética, mas aumentam a sobrevida por redução de dano miocárdico. Uma revisão recente em nosso portal mostra o uso prático dos diuréticos na IC.

No paciente com IC aguda descompensada, a furosemida é administrada em doses crescentes, seja em bolus intermitente ou infusão contínua. Contudo, uma parcela dos pacientes não obtém a diurese necessária e, portanto, não melhoram da congestão, mesmo com dose “máxima” de furosemida. A opção usual tem sido a associação de tiazídicos para potencializar a natriurese e diurese.

Um trabalho recente mostrou que pode haver uma alternativa. Foram recrutados 19 pacientes hospitalizados por IC descompensada, refratária à furosemida venosa, que receberam 100 e depois 200mg de espironolactona. Os resultados mostraram resposta clínica, com maior perda ponderal e alívio da dispneia.

Como levar isso para prática?

Esse trabalho foi apenas um estudo piloto, com poucos participantes. É necessário repetir a pesquisa com amostra maior. Mas podemos já enxergar a seguinte possibilidade: se o seu paciente está refratário à furosemida em dose alta, considere tiazídico, que melhora diurese, mas reduz mais sódio e potássio, e/ou espirono em dose maior (100-200mg), que melhora diurese sem espoliar mais o potássio.

 

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades