Home / Coronavírus / Governo lança plano nacional de vacinação contra Covid-19

Governo lança plano nacional de vacinação contra Covid-19

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

Foi apresentado pelo governo federal, na manhã desta quarta-feira, 16, o plano nacional de operacionalização da vacinação contra Covid-19.

Dividido em dez eixos, o plano aborda, entre outros, a situação epidemiológica e definição da população-alvo para vacinação; as vacinas, farmacovigilância, a operacionalização para vacinação, bem como seu monitoramento, supervisão e avaliação e orçamento. No tocante ao público médico, as informações de maior relevância serão descritas a seguir.

Governo apresentou o plano nacional de vacinação contra Covid-19.

Close up female doctor holding a red ribbon as a symbol of AIDS

Prioridade de vacinação contra Covid-19

Além dos já apresentados na semana passada, houve a inserção de presos, quilombolas e trabalhadores do transporte coletivo, nos grupos de prioridade de imunização:

  • Trabalhadores da área da saúde (incluindo profissionais da saúde, profissionais de apoio, cuidadores de idosos, entre outros)
  • População idosa (60 anos ou mais)
  • Indígenas, comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas
  • População em situação de rua, 
  • Comorbidades (Diabetes mellitus; hipertensão arterial grave (difícil controle ou com lesão de órgão alvo); doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cérebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; obesidade grau III)
  • Trabalhadores da educação
  • Pessoas com deficiência permanente severa
  • Membros das forças de segurança e salvamento
  • Funcionários do sistema de privação de liberdade
  • Trabalhadores do transporte coletivo
  • Transportadores rodoviários de carga
  • População privada de liberdade

Saiba tudo sobre o novo coronavírus, leia nossa revista!

Protocolo de Vigilância Epidemiológica e Sanitária de Eventos Adversos Pós-Vacinação (EAPV)

O Ministério da Saúde também citou no documento o Protocolo de Vigilância Epidemiológica e Sanitária de Eventos Adversos Pós-Vacinação, com os  três principais componentes:

  1. Detecção, notificação e busca ativa de novos eventos;
  2. Investigação (exames clínicos, exames laboratoriais, etc.) e;
  3. Classificação final dos EAPV.

Além disso, o plano prevê a oferta de capacitação voltada para a qualificação de profissionais de saúde do SUS que atuarão nas campanhas de vacinação contra Covid-19.

Termo de responsabilidade

O ministro da saúde, Eduardo Pazzuello, afirmou que quem tomar a vacina de uso emergencial contra Covid-19  terá que assinar um termo de responsabilidade. 

Tanto ele, quanto o presidente da república, Jair Bolsonaro, aproveitaram a ocasião para defender o trabalho da Anvisa.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED.

Referência bibliográfica:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.