Página Principal > Cardiologia > Como manejar grávida com cardiopatia congênita? AHA responde em nova diretriz
diabetes

Como manejar grávida com cardiopatia congênita? AHA responde em nova diretriz

Para muitas mulheres com cardiopatia congênita, uma gravidez carrega um risco moderado a alto tanto para si quanto para seu bebê. A American Heart Association lançou uma nova declaração científica com as melhores condutas para os médicos cuidarem dessas pacientes. Veja as principais recomendações!



  • Mulheres com cardiopatia congênita de alto risco (por exemplo, ventrículo único, hipertensão pulmonar) devem procurar aconselhamento antes da concepção para ajudá-las a entender como isso pode afetar sua gravidez e a saúde do seu bebê
  • Gestantes com cardiopatia congênita de alto risco requerem um monitoramento cardíaco e obstétrico intensivo antes, durante e depois da gravidez em um centro especializado

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

  • Todas as mulheres grávidas com cardiopatia congênita devem receber aconselhamento genético para determinar a recorrência
  • Ecocardiografia fetal é recomendada em 18 a 22 semanas de gestação para todas as mulheres com cardiopatia congênita e mulheres cujos parceiros masculinos têm doença arterial coronariana.

Referências:

  • Management of Pregnancy in Patients With Complex Congenital Heart Disease: A Scientific Statement for Healthcare Professionals From the American Heart Association. https://doi.org/10.1161/CIR.0000000000000458
    Circulation, 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.