Página Principal > Cardiologia > Hipertensão: dieta e exercícios diminuem necessidade de medicamento
Hipertensão

Hipertensão: dieta e exercícios diminuem necessidade de medicamento

Tempo de leitura: 2 minutos.

Uma dieta balanceada e a prática de exercícios físicos são as melhores armas no controle da hipertensão. Uma vida saudável pode fazer diferença também na necessidade de administração de medicamentos para o controle da doença, principalmente em pacientes obesos. A afirmativa é baseada em um estudo apresentado este mês no Joint Hypertension 2018 Scientific Sessions, evento organizado pela American Heart Association.

A pesquisa selecionou 129 adultos com sobrepeso ou obesidade (IMC=25-40 kg/m2) na faixa etária entre 40 e 80 anos, todos diagnosticados com pressão arterial alta (130-160/80-99 mmHg). 68% dos voluntários eram mulheres (n=88) e 32% eram homens (n=41). Embora hipertensos, os participantes ainda não haviam sido medicados com fármacos anti-hipertensivos no início do estudo.

Leia mais: Hipertensão: quais são as novas diretrizes para tratamento da doença?

O levantamento acompanhou os participantes por 16 semanas e os dividiu em três grupos. O primeiro grupo manteve um programa de exercícios aliados à dieta DASH, desenvolvida especialmente para pessoas com hipertensão e pré-hipertensão, em parceria com monitoramento do peso (MP) (DASH + MP); o segundo grupo iniciou somente a dieta especial com acompanhamento nutricional (DASH) mas sem os exercícios, e o terceiro seguiu o programa padrão de hábitos alimentares (PP).

O estudo revelou que a pressão arterial caiu 16/10mmHg no grupo que manteve a dieta com exercícios e monitoramento de peso (DASH+MP), no grupo que seguiu apenas o controle alimentar (DASH) a pressão caiu 11/8 mmHg e no terceiro grupo que permaneceu no programa nutricional padrão (PP) a queda foi de apenas 3/4 mmHg.

Os resultados foram traduzidos na diminuição da necessidade de medicamentos. No início da pesquisa, a administração de anti-hipertensivos era recomendável para 54% dos indivíduos do grupo DASH+MP, no final o valor caiu para 15%. No grupo DASH, esse índice foi de 51% no começo para 23% no final. No grupo PP não houve mudança significativa.

A dieta DASH (Dietary Approaches to Stop Hypertension) é baseada no consumo de verduras, frutas e laticínios de baixo teor de gordura e limita o consumo de carne vermelha, sal e doces.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.