Leia mais:
Leia mais:
Mais uma novidade em 2021: Produtos Farmacêuticos
Síndrome da infusão de propofol
HIV/AIDS entre crianças em meio à pandemia de Covid-19
Combate à transmissão vertical do HIV — Dia Mundial da Luta Contra a AIDS
Revisão sistemática avalia melhor tratamento da osteoartrite dos joelhos e quadris

Infecção intra-amniótica: veja um resumo da nova diretriz para tratamento

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minuto.

A infecção intra-amniótica está associada à morbidade neonatal aguda, incluindo pneumonia neonatal, meningite, sepse e morte, assim como complicações infantis a longo prazo, como displasia broncopulmonar e paralisia cerebral. O American College of Obstetricians and Gynecologists publicou novas diretrizes para o tratamento dessa infecção. As principais recomendações são:

1) Na suspeita de infecção intra-amniótica, o diagnóstico é feito quando a temperatura materna é maior ou igual a 39 °C ou quando a temperatura materna é de 38 – 38,9 °C e um fator de risco clínico adicional está presente.

2) A febre materna isolada é definida como qualquer temperatura materna entre 38 °C e 38,9 °C sem fatores de risco adicionais presentes e com ou sem elevação persistente da temperatura.

3) A administração de antibióticos intraparto é recomendada sempre que uma infecção intra-amniótica é suspeita ou confirmada. Os antibióticos devem ser considerados na febre materna isolada, a menos que uma fonte diferente da infecção intra-amniótica seja identificada e documentada.

4) A infecção intra-amniótica isolada não é uma indicação para a cesariana.

5) Independentemente do protocolo institucional, quando médicos diagnosticam uma infecção intra-amniótica ou quando outros fatores de risco para sepse neonatal de início precoce estão presentes no parto (por exemplo, febre materna, ruptura prolongada das membranas ou parto prematuro), a comunicação com a equipe de cuidados neonatais é essencial para otimizar a avaliação e o gerenciamento neonatal.

Você pode ler todas as recomendações do Colégio Americano nesse link.

Veja também: ‘Limpeza vaginal antes da cesariana reduz endometrite pós parto’

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.