Leia mais:
Leia mais:
ISICEM 2022: como abordar o paciente com choque?
Choque: como otimizar a perfusão? (parte 2)
Choque: como otimizar a perfusão? (parte 1)

ISICEM 2022: como abordar o paciente com choque?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Começou, hoje, o 41st International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine (ISICEM 2022) e estamos acompanhando os principais temas do evento.

Uma das palestras do dia foi apresentada pelos autores do estudo ANDROMEDA-SHOCK, de 2019, Jan Bakker e Maurizio Cecconi. Eles discutiram um caso clínico sobre como examinar um paciente com choque, tema onde são referência.

paciente em terapia intensiva com choque

Abordagem do paciente com choque

Entre os principais pontos, os autores destacaram:

  • Ver, tocar e conversar são as três ferramentas que resolvem 80% dos diagnósticos clínicos;
  • Sinais clínicos de problemas na distribuição de oxigênio são: alterações nas frequências respiratória e cardíaca, pressão arterial e débito urinário.

Eles sugerem a abordagem clássica do ABCDE para exame, por um tempo não maior que cinco minutos. A sigla vem do inglês:

  1. Airway and oxigenation: via aérea e oxigenação.
  2. Breathing and ventilation: respiração e ventilação.
  3. Circulation and management of shock: circulação e tratamento do choque.
  4. Disability due to neurological deterioration: incapacidade por deterioração neurológica.
  5. Exposure and examination: exposição e exame.

Se o paciente estiver quente e hipotenso, o prognóstico é melhor do que se estiver frio e normotenso. Este fato serviu de base para a pesquisa do tempo de perfusão capilar periférica (PCP) no Andrômeda.

As reavaliações clínicas frequentes são importantes para o manejo do paciente em choque. Pode-se considerar PCP de 30/30 minutos e lactato 2/2 horas.

É importante considerar a norepinefrina antes da intubação para alguns pacientes críticos, mesmo se você tiver apenas uma linha periférica. Isso pode evitar uma PCR na intubação orotraqueal (IOT).

Estamos acompanhando o ISICEM 2022. Fique ligado no Portal e também em nossa cobertura no Twitter.

Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
#Hernández G, et al. Effect of a Resuscitation Strategy Targeting Peripheral Perfusion Status vs Serum Lactate Levels on 28-Day Mortality Among Patients With Septic Shock. The ANDROMEDA-SHOCK Randomized Clinical Trial. JAMA. 2019;321(7):654-664. doi: 10.1001/jama.2019.0071
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.