Leia mais:
Leia mais:
OMS aprova a utilização de primeira vacina contra a malária em áreas de risco
Dia Mundial da Malária: diagnóstico, sintomas e tratamento
Malária: estratégias de diagnóstico precoce e tratamento
Tafenoquina: um passo para o fim da malária?
Aprovado medicamento em dose única para malária

Malária: o que você precisa saber sobre a profilaxia para viajantes

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minuto.

Até 2016, os casos de malária no Brasil estavam em declínio significativo. No entanto, segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz, o país pode ter um aumento de 50% nos casos em 2018, devido, principalmente, às ações de prevenção que foram deixadas de lado. A profilaxia para viajantes é parte fundamental da prevenção da doença. Veja aqui informações importantes que você precisa saber para orientar seu paciente.

Recomendação da OMS:

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a prevenção da malária seja pensada em todos os eventos de áreas de risco.

Áreas de risco:

As áreas de risco são: Região Amazônica (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins), África subsaariana, América Central, Ásia (sul e sudeste) e Oceania (especialmente Indonésia, Filipinas e vizinhança).

Medicamentos usados na profilaxia da malária:

No Brasil, apenas um medicamento para quimioprofilaxia está disponível atualmente: a doxiciclina. O esquema de uso é um dia antes, durante toda a estadia na área de risco e quatro semanas após retornar.

Outros cuidados:

Todos os cuidados para evitar a picada do mosquito devem ser mantidos, como o uso do repelente.

Veja também os pontos principais do manejo da malária para o seu plantão!

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.