Página Principal > Residência Médica > Médico pessoa jurídica: por que e quando seguir esse regime?
medico pessoa juridica

Médico pessoa jurídica: por que e quando seguir esse regime?

Tempo de leitura: 5 minutos.

Quer abrir seu leque de oportunidades de trabalho, aumentar sua renda e ter a possibilidade de gastar menos com impostos, tudo de forma legal? Essa proposta pode parecer boa demais para ser verdade, mas tudo isso estará ao seu alcance a partir do momento em que você decidir trabalhar como médico pessoa jurídica.

O bom é que essa mudança, além de vantajosa, é bem simples de ser feita. Muita gente acha que abrir uma empresa e fazer sua contabilidade envolve muita burocracia. No entanto, aqui vamos mostrar que não é bem assim.

Continue a leitura para entender melhor as vantagens de trabalhar com CNPJ e quais são os passos necessários para isso.

Quais vantagens existem para um médico pessoa jurídica?

Depois de analisar alguns itens, você verá que vale muito a pena trabalhar como PJ! Confira as vantagens de abrir uma empresa.

Facilidade para organizar a vida financeira

Já percebeu como é difícil ficar em dia com a Receita Federal atendendo como pessoa física? É preciso ter um controle muito bom dos recibos emitidos aos pacientes, assim como dos comprovantes das despesas que são dedutíveis.

Como PF, são duas formas de recolher o Imposto de Renda: mensalmente, por meio do Carnê Leão – que é obrigatório nos casos de recebimentos mensais de outra PF acima de R$ 1.903,98 -, e anualmente, por meio da declaração do IRPF.

Sabe qual é o problema de tudo isso? A maioria dos médicos não consegue manter um controle tão bom. Afinal, por conta da agenda quase sempre cheia, dificilmente um médico consegue dedicar tempo para manter os papéis em ordem.

No fim das contas, você acaba confundindo os gastos pessoais e profissionais, o que pode trazer problemas com a Receita Federal.

Agora imagine essa situação se invertendo. Trabalhando como PJ, mensalmente você enviará as notas fiscais emitidas e os extratos bancários para sua contabilidade que será responsável pela apuração dos impostos e entregas de declarações mensais e anuais da empresa.

Assim, você não terá dores de cabeça com a organização dos papéis, nem correrá o risco de se complicar com a Receita Federal.

Mais oportunidades de atuação

Quem atua como pessoa jurídica não precisa ficar restrito a trabalhar em hospitais. Muitas clínicas preferem contratar médicos PJ para trabalhar como funcionários, já que isso reduz gastos para elas. Também é possível abrir sua clínica, de forma que você tenha o seu próprio mercado.

Tudo isso sem contar que ter seu próprio consultório abre a possibilidade de construir boas parcerias com operadoras de planos de saúde. Em especial se você está no mercado há pouco tempo, isso pode ser muito vantajoso para formar sua carteira de clientes, além, é claro, de contribuir para que você se torne uma referência.

Desde que a Lei dos Planos entrou em vigor, a quantidade de beneficiários de planos de saúde aumentou 53%, ao passo que a população do país cresceu 18%. Assim, as oportunidades abertas para quem é médico pessoa jurídica são diversas.

Possibilidade de reduzir impostos

A diferença entre os valores pagos em tributos por PF e PJ pode ser grande.

Para você ter uma ideia, imagine um médico que ganhe R$10 mil por mês. O Imposto de Renda pago como pessoa física seria R$1.880,64. Sabe qual seria o valor pago por uma pessoa jurídica no Simples Nacional? R$952,10! Isso significa uma redução de cerca de 50% no pagamento de IR, cerca R$11 mil economizados por ano.

Veja na tabela abaixo os valores economizados anualmente para outras faixas de faturamento.

Faturamento médio mensal IR a pagar se Pessoa Física IR a pagar se Simples Nacional Economia anual Simples nacional
5.000,00 505,64 454,00 R$ 619,68
10.000,00 1.880,64 952,10 R$ 11.142,48
20.000,00 4.630,64 2.301,27 R$ 27.952,44
50.000,00 12.880,64 7.097,14 R$ 69.402,00

Outras vantagens

Ter um CNPJ aumenta a qualidade de sua prestação de serviços. Você passará a emitir notas fiscais, o que melhora o controle do faturamento e abre o caminho para conseguir condições diferenciadas com fornecedores, já que eles costumam praticar preços e formas de pagamento melhores para clientes PJ.

Atuando como empresa, também é possível melhorar o relacionamento com instituições financeiras, já que o CNPJ oferece mais segurança – o que pode ser muito positivo para conseguir empréstimos e investimentos.

Além disso, pessoas jurídicas também têm acesso a descontos na compra de novos veículos.

O que fazer para abrir uma empresa?

Agora que está bem claro que vale a pena trabalhar como médico pessoa jurídica, ainda resta uma questão importante: será que é complicado abrir uma empresa? Veja, a seguir, um passo a passo e tire essa dúvida.

Escolha o tipo de contabilidade

Antes de qualquer coisa, é importante saber que, além do modelo tradicional de contabilidade, você também pode optar por uma contabilidade online. Essa última oferece muitas vantagens, como um preço acessível, processos online bastante simplificados e uma equipe altamente qualificada.

A escolha do contador faz toda diferença para que a abertura da empresa ocorra tranquilamente. Ao escolher a Contabilizei, essa etapa será muito simples, e o melhor de tudo, gratuita.

Comece o processo de abertura de empresa

O primeiro passo para a abertura de sua empresa é definir todas as atividades que serão prestadas. No caso de médicos a CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas), mais comum será a 8630-5/03: atividade médica ambulatorial restrita a consultas, mas podem ser incluídas outras especialidades.

Depois de definidas as atividades, é preciso estabelecer o formato de constituição da empresa, ou seja, a natureza jurídica.

A prestação de serviços médicos é considerada uma atividade regulamentada, o que significa que possui legislação própria. Por este motivo, e de acordo com o Código Civil, a modalidade de constituição de empresa EI (empresário individual) não pode ser utilizada.

Conheça os tipos de natureza jurídica que médicos podem adotar:

EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada)

Neste formato não se pode incluir sócios e a responsabilidade é limitada ao capital social da empresa. Atualmente, para abrir uma EIRELI é necessário um capital social de 100 salários mínimos (R$99.800,00).

Sociedade Simples Pura
Mais de um empresário deve constituir as sociedades. Na Simples Pura, todos devem ter CRM ativos. A responsabilidade é ilimitada, podendo os bens do CPF serem afetados por dívidas do CNPJ.

Sociedade Simples Ltda
Exige a presença de dois ou mais empresários, obrigatoriamente médicos com CRM ativos. A responsabilidade é limitada ao capital social da empresa.

Sociedade Empresarial Ltda
Exige a presença de mais de um sócio e não necessariamente precisam ter a mesma formação ou profissão, ou seja, não precisa ser apenas médico.

Outro passo importante é a definição do regime tributário da empresa. As opções que costumam ser mais vantajosas para prestadores de serviço desta área são o Simples Nacional ou o Lucro Presumido.

É importante ter uma contabilidade experiente no ramo para que se considerem todas as variáveis possíveis e seja escolhido o melhor regime tributário para o CNPJ.

Via de regra, para médicos que faturam até R$20.000 por mês, o Simples Nacional continua sendo o mais vantajoso, mas é importante observar os benefícios de ISS (Imposto Sobre Serviços) da sua cidade para realizar a escolha.

Depois de definir as atividades e como irá constituir a empresa e a tributação, vem a parte com os órgãos responsáveis pela abertura. Vale ressaltar que a ordem das etapas pode variar de acordo com o município de abertura e com as atividades incluídas no CNPJ:

1 – Registrar a empresa no CRM e pagamento das taxas anuais
2 – Registrar a empresa no cartório: liberação do CNPJ e pagamento das taxas de abertura
3 – Liberação da inscrição municipal e pagamento da taxa anual de funcionamento da empresa
4 – Licença de Funcionamento e outras obrigações como: vigilância sanitária, bombeiros, etc.
5 – Enquadramento no Simples Nacional (se for caso).

Parece complicado? O segredo para virar PJ sem dor de cabeça é escolher um bom parceiro de contabilidade. A Contabilizei te ajuda em todos os passos acima e você só precisa se preocupar com a sua carreira.

Unimos a nossa experiência com tecnologia, desburocratizamos os processos contábeis, e tornamos tudo muito mais fácil. Em vez de ter que ir ao escritório regularmente, você fará uploads de arquivos em uma plataforma online e não gastará mais que 30 minutos por mês para deixar sua contabilidade em dia.

Quer saber mais sobre nossos serviços e como podemos te ajudar? Entre em contato conosco.

É assinante WHITEBOOK? Temos uma condição especial para você! Confira aqui.

Autora:

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.