Página Principal > Cardiologia > Mulheres com mialgias de estatina apresentam baixos níveis de vitamina D?
AAS

Mulheres com mialgias de estatina apresentam baixos níveis de vitamina D?

Intolerância à estatina é muitas vezes devido a mialgias. A deficiência grave de vitamina D é caracterizada por dor musculoesquelética. Uma análise observacional retrospectiva foi realizada para determinar se existe associação entre intolerância à estatina e a deficiência de vitamina D.

Para isso, foram avaliadas 20 pacientes do sexo feminino com intolerância à estatina associada à mialgia prévia em um protocolo de dosagem de estatinas de dias alternados duas vezes por semana durante 4 semanas seguido de avanço para dose diária, conforme tolerado.

A média de idade da população analisada foi de 61 ± 13 anos e a média do índice de massa corporal (IMC) foi de 27 ± 7 kg/m2. A maioria das mulheres era caucasiana (n=17) e o restante afro-americana (n=3). Todas as mulheres tinham indicação de doença cardiovascular para estar realizando terapia com estatina.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

As mulheres que permaneceram em doses de estatina em dias alternados (n=16) em comparação com as mulheres em dose diária (n=4) apresentaram uma média de 25-hidroxivitamina D (usado para detectar deficiência de vitamina D) significativamente mais baixa (média 29 ± 11,23 vs. 47,5 ± 23,53 ng/ml; p=0,0307, respectivamente).

O estudo concluiu que as mulheres com mialgias de estatina e incapazes de tolerar a dose diária de estatinas apresentaram níveis de vitamina D significativamente mais baixos em comparação com as mulheres que conseguiram atingir a dosagem diária de estatinas. Mais evidências são necessárias para definir essa relação e descobrir os mecanismos de ação envolvidos na relação observada.

Veja também: ‘Reposição de vitamina D – para quem?’

Autor:

Referências:

Minissian M, Agarwal M, Schufelt C, et al. Do women with statinrelated myalgias have low vitamin D levels? BMC Res Notes. 2015:8:449453.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.