Enfermagem

O papel da Atenção Primária à Saúde (APS) na busca ativa de mulheres no Outubro Rosa

Tempo de leitura: 2 min.

A Atenção Primária à Saúde (APS) tem um papel fundamental na orientação da população e no monitoramento dos indicadores de saúde. Nesse sentido, é imprescindível a construção de estratégias e realização de ações em saúde nos meses em que ocorrem Campanhas Nacionais. Em outubro, por exemplo, comemora-se a campanha de conscientização da prevenção e controle do câncer de mama e são realizadas diversas ações de promoção à saúde com incentivo ao empoderamento e autocuidado feminino. 

Leia também: Autoconhecimento e empoderamento feminino com foco na saúde da mulher

Importância do diagnóstico precoce

O câncer de mama ocorre devido à multiplicação desordenada de células anormais da mama, gerando um tumor com grande potencial para invadir outros órgãos. Essa neoplasia maligna é a que apresenta maior incidência internacional nas mulheres e a segunda maior incidência no Brasil, principalmente na faixa etária de 50 a 69 anos, e também a principal causa de óbito por neoplasias. Outro agravo de grande relevância na promoção da saúde da população feminina é o câncer de colo uterino (CCU), que tem maior evidência em mulheres de 25 a 64 anos.  Nesse contexto, é indispensável realizar o diagnóstico precoce das mulheres nas faixas etárias com maior risco de surgimento das lesões neoplásicas a fim de evitar o seu estadiamento.   

O diagnóstico precoce do CA de mama e do CCU está intrinsicamente ligado à promoção da saúde e à busca ativa das mulheres que estejam incluídas no grupo de risco. Sendo assim, a Atenção Primária à Saúde (APS), por meio das equipes de Saúde da Família (eSF), realiza a investigação de mulheres que estejam sem resultados de citologias de colo uterino há mais de 3 anos e mamografia há mais de 2 anos. Esse monitoramento é realizado por todos os profissionais de saúde incluídos no cuidado, inclusive pelo Agente Comunitário de Saúde (ACS), que é um grande marco para construção de vínculo com a população. 

Mensagem final

Nesse sentido, quanto maior for o acesso e a oferta de atendimento à saúde para a mulher, maior será o indicador referente ao acompanhamento. A consequência de bons indicadores em saúde é o aumento do empoderamento feminino com o autocuidado e um menor risco de casos graves e óbitos. 

Saiba mais: Educação continuada para agentes comunitários de saúde (ACS): educação entre pares no Outubro Rosa

Frente a essa realidade, é possível afirmar a importância do papel da Atenção Primária à Saúde (APS) na busca ativa de mulheres no contexto do atendimento da saúde da mulher e na prevenção do CCU e mama durante todo o ano, com incentivo a essas ações no Outubro Rosa.

Referências bibliográficas:

  • Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro. Protocolo de Enfermagem na Atenção Primária. Fascículo: Enfermagem no Cuidado dos Ciclos de Vida no Contexto da Atenção Primária à Saúde. Rio de Janeiro, 2017.
  • INCA. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede. Diretrizes brasileiras para o rastreamento do câncer do colo do útero – 2ª ed. rev. atual. – Rio de Janeiro: INCA, 2016.
  • Ministério da Saúde (BR). Protocolos da Atenção Básica: Saúde das Mulheres. Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2016.
  • Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Controle dos Cânceres do Colo do Útero e da Mama/Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. 2ª ed. Brasília, DF: Editora do Ministério da Saúde, 2013. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/controle_canceres_colo_utero_2013.pdf
Compartilhar
Publicado por
Mariana Marins

Posts recentes

Consequências maternas e fetais no uso abusivo de álcool e drogas

O dia 26 de junho é o Dia Nacional de Combate às Drogas. Confira neste…

41 minutos atrás

Caso clínico: Paciente com exacerbação de asma [vídeo]

Nesse episódio, o dr. Vinicius Zofoli, editor do Portal PEBMED, discute um caso grave de…

3 horas atrás

Diabetes Mellitus tipo 1 na criança: cuidados e pontos de atenção para a família

No dia 26 de junho é o Dia Nacional do Diabetes. O Nursebook trouxe algumas…

6 horas atrás

Implante hormonal: para quais condições é indicado?

O implante hormonal é uma opção de reposição de hormônios que trata muitas comorbidades ginecológicas,…

1 dia atrás

Cosméticos: 11 novos produtos chegaram esta semana no Whitebook

Cosméticos, em Produtos Farmacêuticos, tem o objetivo de categorizar produtos do segmento. Confira quais chegaram…

2 dias atrás

O que eu devo saber sobre anemia falciforme? [podcast]

Neste episódio, Felipe Mesquita, hematologista e conteudista do Portal PEBMED, traz importantes pontos sobre a…

2 dias atrás