O traço falcêmico é um fator de risco para doenças cardiovasculares?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Um recente estudo mostrou que indivíduos com traço falciforme têm maior risco de rabdomiólise, levantando suspeitas sobre vulnerabilidade à doenças cardiovasculares.

Para investigar essa questão, pesquisadores realizaram uma análise longitudinal de 1.995 afro-americanos (56% mulheres, 18 a 30 anos) que participaram do estudo CARDIA (desenvolvimento do risco coronariano em jovens adultos).

Em geral, a prevalência inicial de traços falciformes foi de 6,8% no CARDIA e, após acompanhamento de 25 anos, 46%, 18% e 40% dos pacientes desenvolveram hipertensão, diabetes e síndrome metabólica, respectivamente.

Em comparação aos sem traços falcêmicos, os participantes com traços falciformes apresentaram medidas basais semelhantes de desempenho em exercícios, incluindo a duração (535 vs. 540 seg; p = 0,62), equivalente metabólico estimado (11,6 vs. 11,7; p = 0,80), frequência cardíaca máxima (174 vs. 175 batimentos/min; p = 0,41) e a frequência cardíaca aos 2 minutos de recuperação (44 vs. 43 batimentos/min; p = 0,28).

Descubra também: ‘Ingestão de cálcio é seguro para a saúde cardiovascular? Novas diretrizes respondem’

Na análise secundária, não foram encontradas associação do traços falciformes com alterações longitudinais no desempenho, desenvolvimento de hipertensão, diabetes ou síndrome metabólica, após ajuste para sexo, idade basal, IMC, aptidão física e atividade física.

Neste estudo com jovens afro-americanos, o traço falcêmico não foi associado à redução no desempenho, sugerindo que o risco aumentado de morte súbita não está relacionado a este fator.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar