O uso do Canabidiol na população pediátrica

A Sociedade Brasileira de Pediatria divulgou um documento científico orientando médicos e familiares sobre o uso de canabidiol em pacientes pediátricos.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

Diante das especulações sobre os estudos usando os derivados da Cannabis sativa (maconha) em pacientes pediátricos, a Sociedade Brasileira de Pediatria divulgou, em junho deste ano, um documento científico orientando médicos e familiares sobre seu uso em pacientes pediátricos.

Primeiramente é importante salientar que o canabidiol não possui efeitos psicoativos ou euforizantes, diferentemente da planta in natura (maconha), que é uma droga ilícita com efeitos alucinógenos.

Uso da Canabis sativa

O uso dos derivados da Canabis sativa (maconha), como os canabinoides, vem sendo estudados para fins medicinais desde o século XIX. Seus efeitos são bem descritos no tratamento de dores crônicas, constipação intestinal, convulsões e outras desordens do SNC.

Com o aprimoramentos dos estudos usando o canabidiol, o Conselho Federal de Medicina (CFM), regularizou o uso deste ativo para casos de epilepsia refratário aos tratamentos convencionais em crianças e adolescentes. Cabe ressaltar novamente que o CFM não esta se referindo ao uso in natura da Canabis sativa mas sim de um dos seus derivados, o canabidiol.

Após inúmeras discussões e revisões bibliográficas, o CFM conclui que ainda não há evidências da segurança e eficácia do uso do canabidiol, portanto seu uso deve ser restrito para os pacientes com epilepsia que não responderam efetivamente ao tratamento convencional. O principal benefício desta medicação seria em pacientes com síndromes epiléticas de difícil controle como: Síndrome de Dravet, encefalopatia de Lennoxgastaut e Síndrome de Doose.

Saiba mais:  Anvisa aprova proposta que libera plantio de maconha para fins medicinais

Canabidiol no tratamento de crises epiléticas

Em um estudo publicado em 2016, por Lauren e colaboradores, cerca de 24% dos pacientes responderam de forma satisfatória com o uso do canabidiol nas crises epiléticas de difícil controle. Devemos lembrar que esta medicação não é a primeira linha de escolha para o tratamento de nenhum caso de epilepsia e nunca deve ser utilizada como monoterapia. Por fim, o estudo conclui que os efeitos desta medicação a longo prazo ainda não estão estabelecidos e que seu uso deve ser feito com cautela.

Considerações Finais

O uso do canabidiol para outras desordens como: dores crônicas, Síndrome de Tourette, ansiedade, esquizofrenias, TDAH e transtorno do espectro autista, ainda não esta bem estabelecido e necessita de mais estudos.

Por fim, devemos ressaltar que, até a presente data, o uso do canabidiol apenas está indicado nos casos de epilepsia de difícil controle que não respondem satisfatoriamente ao tratamento convencional. Portanto, o seu uso no meio pediátrico deve ser feito de forma consciente e com embasamento científico importante.

 

Referências:

  • https://www.sbp.com.br/
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades