Página Principal > Colunistas > Obesidade e diabetes em crianças e adultos jovens
criança com uma maçã em uma mão e donuts em outra

Obesidade e diabetes em crianças e adultos jovens

Tempo de leitura: 2 minutos.

Pesquisadores do Reino Unido estudaram as tendências epidemiológicas de diabetes (DM) tipo 1 e 2 e suas relações com sobrepeso e obesidade em crianças e adultos jovens. Suas conclusões foram divulgadas em um artigo lançado na revista Journal of the Endocrine Society no mês de maio de 2017.

A pesquisa foi realizada com o banco de dados UK Clinical Practice Research Datalink, utilizado no Reino Unido para abrigar dados da atenção primária. Foram investigados 369.362 prontuários com relação a índice de massa corporal (IMC) e diagnóstico de diabetes tipo 1 ou 2. O diagnóstico da doença foi presumido com relação ao diagnóstico escrito pelo médico generalista no prontuário ou à medida da hemoglobina glicada associado à prescrição de medicação (insulina para DM tipo 1 e hipoglicemiantes orais para DM tipo 2). O período analisado foi de 1994 a 2013.

As melhores condutas pediátricas você encontra no Whitebook. Clique e baixe aqui!

Foi observado um aumento na incidência tanto de diabetes tipo 1 quanto do tipo 2 no período, mais relevante no tipo 1. Todavia, observou-se aumento maior de diabetes tipo 2 em crianças mais velhas, enquanto diabetes tipo 1 relacionou-se mais com meninas menores de 15 anos.

Com relação ao IMC, houve associação estatisticamente significante entre o aumento dos índices de sobrepeso e obesidade e o aumento de diabetes tipo 2, com um risco 4 vezes maior de diabetes tipo 2 em crianças e adultos jovens com obesidade. Não houve correlação de diabetes tipo 1 e obesidade.

O estudo tem algumas limitações, uma vez que apresenta alguns viéses em relação a amostragem (estudo realizado com dados de prontuários) e embora seja um estudo de associação, é um dos poucos estudos relacionando o aumento dos índices de DM tipo 2 com a obesidade nessa faixa etária.

Veja também: ‘Bronquiolite: quais as condutas mais atualizadas no manejo da doença?’

Autora:

Dolores Henriques

Médica formada pela UNIRIO ⦁ Residência médica em pediatria pelo HUPE/UERJ ⦁ Médica concursada do Ministério da Educação (Colégio Pedro II e CEFET-RJ) ⦁ Tem experiência nas áreas de Terapia Intensiva Pediátrica, Pediatria Geral e Medicina de Urgência.

Referência:

  • Body Mass Index and Incident Type 1 and Type 2 Diabetes in Children and Young Adults: A Retrospective Cohort Study May 2017 | Vol. 1, Iss. 5 doi: 10.1210/js.2017-00044 | Journal of the Endocrine Society | 524–537

Um comentário

  1. Interessante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.