Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Emergências / Os médicos estão cansados. E os motivos parecem evidentes

Os médicos estão cansados. E os motivos parecem evidentes

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

250-BANNER5Um estudo recente com 1.600 médicos no Brasil revelou um número assustador: mais da metade deles estão deprimidos (25%) ou exaustos emocionalmente (40%). Dados que apontam diferentes problemas sofridos por eles com o passar dos anos. E o pior, muitos desses poderiam ser evitados.

A classe médica acompanha perplexa essa crescente do Burnout entre seus profissionais, que é a síndrome do esgotamento profissional, recentemente abordamos o tema em nosso blog. Esses dados não são nada animadores, já que a medicina exige tanto e as tomadas de decisões podem interferir diretamente na vida de alguém.

Uma das conclusões encontradas na pesquisa, é que a grande maioria dos entrevistados trabalham no serviço público de saúde. Diante de tanta pressão e com a falta de recurso, o profissional se vê cercado de problemas que impedem o mesmo de executar seu trabalho da melhor maneira possível.

Além do estresse em não conseguir obter os resultados desejados, a insatisfação do paciente com os serviços gerais sempre cai nos ombros dos médicos, normalmente uma culpa que não é sua. A estrutura de trabalho é vital na medicina.

Estrutura essa que não tem sido das melhores, recentemente o Rio de Janeiro teve seus principais hospitais públicos fechado por falta de insumos básicos para o trabalho. Em entrevista recente para nosso portal, o Dr. Celso Murad, Vice Corregedor do Conselho Federal de Medicina (CFM), falou sobre as situações ruins em que os médicos são colocados.

85000

“O governo pega essa mão de obra e coloca para trabalhar nas emergências, local onde chegam os casos mais graves, com condições de trabalho ruim, aumentando o risco de um erro” analisou.

Esse é um dos motivos que levam diversos Doutores a exaustão. Mas existe também a pressão de pacientes, patrões e a convivência com um sistema de saúde público com problemas básicos. As soluções parecem claras, mas enquanto não chegam esse número vai crescendo consideravelmente.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique Aqui!

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.