Página Principal > Endocrinologia > Pesticidas comuns podem acelerar a puberdade?
trator liberando pesticida na plantação

Pesticidas comuns podem acelerar a puberdade?

Um novo estudo chinês que será apresentado no ENDO 2017, encontro anual da Endocrine Society, indica que os piretroides, inseticidas mais comumente utilizados, podem acelerar a puberdade em meninos.

No estudo, pesquisadores recrutaram 463 meninos de 9 a 16 anos de um estudo transversal na China. Foi analisado a presença do ácido 3-fenoxibenzóico (3-PBA) – um metabolito comum dos piretroides – na urina dos participantes, e foi feito uma avaliação da puberdade através do desenvolvimento genital e volume testicular.

Um aumento de 10% no 3-PBA foi associado com um aumento aproximado de 3% nos níveis de hormônio luteinizante (LH) e hormônio folículo-estimulante (FSH) dos participantes. Com isso, a probabilidade de um menino estar em um estágio avançado da puberdade aumentou de 113% a 268% (p < .001).

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Os resíduos desse pesticida são frequentemente encontrados em vegetais, leites e no alimento dos bebês. Segundo dados do estudo, resíduos foram encontrados na urina de mais de 60% das crianças na China, Estados Unidos e outros países.

Os pesquisadores afirmam que esse é o primeiro estudo a provar que a exposição ambiental aos piretroides está associada a efeitos mensuráveis sobre o desenvolvimento puberal masculino. Lembrando que meninos que passam pela puberdade em uma idade mais jovem têm risco aumentado de câncer de testículo e depressão.

Devido ao crescente uso de inseticidas, os autores do estudo sugerem que as autoridades façam uma avaliação desses produtos químicos e seus riscos para a saúde das crianças.

Referências:

  • https://plan.core-apps.com/tristar_endo17/abstract/9f6300891abea35983bbd25dffdbab7a
  • Common Pesticides Speed Up Puberty in Boys. Medscape. Apr 01, 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.