Por dia, Covid-19 é responsável pela morte de duas crianças menores de 5 anos no Brasil

A Covid-19 mata duas crianças menores de 5 anos diariamente no Brasil. Em 2021, 840 pacientes dessa faixa etária morreram com a doença.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

No Brasil, a Covid-19 é responsável pelo óbito de duas crianças menores de 5 anos diariamente, desde o início da pandemia. No total, 599 pacientes nessa faixa etária morreram pela doença somente em 2020. Esse número cresceu para 840 em 2021, quando a letalidade da infecção aumentou em toda a população. Nos dois primeiros anos da crise sanitária, 1.439 crianças de até 5 anos morreram por causa da Covid-19 no país. A região Nordeste concentra quase metade desses óbitos, segundo dados coletados no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) e revistos pelo Ministério da Saúde e as secretarias estaduais e municipais de saúde.

Dados preliminares divulgados pelo Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde confirmam que a média de dois óbitos diários se mantém em 2022. Entre janeiro e 13 de junho deste ano, o país registrou 291 óbitos por Covid-19 entre a população menor de 5 anos.

Leia também: Influenza x Covid-19: dicas para a abordagem da síndrome gripal

Essas informações foram levantadas, analisadas e cruzadas pelo Observatório de Saúde na Infância – Observa Infância, que reúne pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Centro Universitário Arthur de Sá Earp Neto (Unifase), vinculada ao Núcleo de Informação, Políticas Públicas e Inclusão (NIPPIS). 

As pesquisas estão sendo realizadas com recursos financeiros do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação Bill e Melinda Gates.

Covid-19: crianças têm risco extremamente baixo de infecção grave, confirma novo estudo

Vulnerabilidade

A análise dos dois primeiros anos da pandemia no Brasil aponta que crianças de 29 dias a 1 ano de vida são as mais vulneráveis, respondendo por quase metade dos óbitos registrados entre crianças menores de 5 anos. 

A pesquisadora destacou que é necessário acelerar os processos que levem à vacinação desse público. “É preciso rapidez para levar a proteção das vacinas a bebês e crianças, especialmente de 6 meses a 3 anos. A cada dia que passamos sem vacina contra a Covid-19 para menores de 5 anos, o Brasil perde duas crianças”, afirmou. 

De acordo com Cristiano Boccolini, os dados se referem a óbitos infantis em que a Covid-19 foi registrada como causa básica e àqueles em que a enfermidade é uma das causas da morte, ou seja, a infecção agravou alguma condição de risco preexistente ou esteve associada à causa principal de óbito. 

“Na análise do Observa Infância, consideramos também as mortes em que a Covid-19 agravou um quadro preexistente. Isso significa que, embora nem todas essas crianças tenham morrido de Covid-19, todas morreram com a doença”, explicou o pesquisador.

Números pelo mundo

O levantamento indicou que nem todos os países registram os óbitos por Covid-19 com informações por faixa etária. Até junho de 2022, dados coletados pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em 91 países revelam que a enfermidade foi a causa básica de óbito de 5.376 crianças menores de cinco anos no mundo. E o Brasil responde por cerca de uma em cada cinco dessas mortes, conforme indica o Observa Infância. 

A Covid-19 em crianças pode causar complicações agudas, como infecções de vias aéreas superiores e vias aéreas inferiores, viral ou bacteriana, miocardite (incidência 7,4 vezes maior entre 16 e 24 anos e 36,8 vezes maior em menores de 16 anos), arritmia, hepatite, parotidite e pancreatite, entre outros. 

Complicações tardias também ocorrem e a principal delas é a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (PSIM), doença que geralmente se inicia com febre e dor abdominal e acomete, principalmente, o sistema cardiovascular com choque. 

Outras complicações, como a chamada Covid longa, também foram descritas nesse grupo, mas ainda são necessários mais estudos para avaliar seu impacto nessa faixa etária.

*Esse texto foi revisado pela equipe médica do Portal PEBMED.

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades

# Observa Infância reúne dados sobre mortes evitáveis de crianças brasileiras. ICICT. Disponível em: https://www.icict.fiocruz.br/node/6939 # Covid-19 mata duas crianças menores de 5 anos por dia no Brasil. Agência Brasil. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2022-06/covid-19-mata-duas-criancas-menores-de-5-anos-por-dia-no-brasil