Categorias: Uncategorized

Quiz: Jovem com lesões dolorosas após vacinação contra Covid-19. Qual o diagnóstico?

Tempo de leitura: 1 min.

Paciente do sexo masculino, 23 anos, hígido, com queixa de lesões dolorosas no tronco uma semana após ter recebido a primeira dose da vacina Pfizer. Qual o diagnóstico?

Quiz

Limite de tempo: 0

Sumário do Quiz

0 de 1 questões completadas

Perguntas:

  1. 1

Information

Quiz PEBMED

Você já fez este questionário anteriormente. Portanto, não pode fazê-lo novamente.

Quiz is loading...

You must sign in or sign up to start the quiz.

Para iniciar este questionário, você precisa terminar, antes, este questionário:

Resultados

0 de 1 perguntas respondidas corretamente

Seu tempo:

Acabou o tempo

Você conseguiu 0 de 0 pontos possíveis (0)

Categorias

  1. Sem categoria 0%
  1. 1
  1. Respondido
  2. Revisão
  1. Pergunta 1 de 1
    1. Pergunta

    Paciente do sexo masculino, 23 anos, hígido, com queixa de lesões dolorosas no tronco uma semana após ter recebido a primeira dose da vacina Pfizer. Sem febre ou  sinais sistêmicos. Ao exame apresentava múltiplas vesículas em base eritematosa no flanco direito (figura 1).

    Figura 1: Grupamento de vesículas em base eritematosa no flanco direito.

    Qual o diagnóstico?

    Correto

    Resposta: b) Herpes zóster

    O herpes zóster (HZ) caracteriza-se por múltiplas vesículas dolorosas e/ou pruriginosas, distribuídas usualmente em um dermátomo. É causado pela reativação do vírus varicela-zóster, que permanece em estado de latência nas terminações nervosas cutâneas após um episódio primário de catapora. Fatores de risco para a reativação incluem idade avançada, medicamentos imunossupressores, HIV, doença auto-imune e estresse psicológico.

    A ocorrência de HZ após a vacinação para Covid-19 pode ter sido apenas uma coincidência, mas na literatura há relatos de casos semelhantes: o HZ manifesta-se geralmente uma a duas semanas após a imunização ou infecção por Covid-19. Pode inclusive ter um curso clínico mais grave, com lesões necróticas e aumento da taxa de neuralgia pós-herpética.

    Sabe-se que a linfopenia ocorre em mais de 70% dos pacientes com Covid-19, principalmente nos quadros mais graves; além disso, também ocorre uma diminuição na relação CD4 + / CD8 +. Esses fenômenos também são observados em indivíduos vacinados. Como a imunidade mediada por células tem grande relevância na proteção contra o HZ, esse comprometimento da função dos linfócitos T explica esses quadros de reativação do vírus.

    Referências bibliográficas:

    • Van Dam CS et al. Herpes Zoster after COVID-vaccination. Int J Infect Dis. 2021 Aug 21:S1201-9712(21)00681-0. doi: 10.1016/j.ijid.2021.08.048.
    • Brambilla L et al. Herpes zoster following COVID-19: a report of three cases. Eur J Dermatol. 2020 Dec 1;30(6):754-756. doi: 10.1684/ejd.2020.3924.
    Incorreto

    Resposta: b) Herpes zóster

    O herpes zóster (HZ) caracteriza-se por múltiplas vesículas dolorosas e/ou pruriginosas, distribuídas usualmente em um dermátomo. É causado pela reativação do vírus varicela-zóster, que permanece em estado de latência nas terminações nervosas cutâneas após um episódio primário de catapora. Fatores de risco para a reativação incluem idade avançada, medicamentos imunossupressores, HIV, doença auto-imune e estresse psicológico.

    A ocorrência de HZ após a vacinação para Covid-19 pode ter sido apenas uma coincidência, mas na literatura há relatos de casos semelhantes: o HZ manifesta-se geralmente uma a duas semanas após a imunização ou infecção por Covid-19. Pode inclusive ter um curso clínico mais grave, com lesões necróticas e aumento da taxa de neuralgia pós-herpética.

    Sabe-se que a linfopenia ocorre em mais de 70% dos pacientes com Covid-19, principalmente nos quadros mais graves; além disso, também ocorre uma diminuição na relação CD4 + / CD8 +. Esses fenômenos também são observados em indivíduos vacinados. Como a imunidade mediada por células tem grande relevância na proteção contra o HZ, esse comprometimento da função dos linfócitos T explica esses quadros de reativação do vírus.

    Referências bibliográficas:

    • Van Dam CS et al. Herpes Zoster after COVID-vaccination. Int J Infect Dis. 2021 Aug 21:S1201-9712(21)00681-0. doi: 10.1016/j.ijid.2021.08.048.
    • Brambilla L et al. Herpes zoster following COVID-19: a report of three cases. Eur J Dermatol. 2020 Dec 1;30(6):754-756. doi: 10.1684/ejd.2020.3924.

Continue testando seus conhecimento em outros quizzes:

 

Compartilhar
Publicado por
Gabriela Aquino

Posts recentes

Alzheimer: mirtazapina é eficaz no tratamento de comportamentos agitados?

Um estudo avaliou a efetividade da mirtazapina em comparação ao placebo no tratamento da agitação…

2 horas atrás

Varíola do macaco: Anvisa recomenda uso de máscaras e Ministério monitora situação no Brasil

A Anvisa divulgou uma nota para esclarecer as recomendações realizadas para retardar a entrada do…

3 horas atrás

Endometriose e adenomiose: há relação com distúrbios causados pelo consumo de produtos químicos?

Embora estudos mostrem relação da endometriose e adenomiose com uma alteração inflamatória na paciente, pouco…

4 horas atrás

Síndrome de Takotsubo, apenas coração partido?

A síndrome de Takotsubo se caracteriza por uma insuficiência cardíaca aguda e transitória com padrões…

5 horas atrás

Desconforto orofaríngeo após anestesia geral: o que há de novo para sua prevenção?

O desconforto orofaríngeo é um evento adverso muito comum após realização de anestesia geral com…

6 horas atrás

Menopausa modula o metaboloma circulante: dados de um estudo de coorte prospectivo

Estudos sugerem que a evolução prejudicial sobre a saúde coronariana se dá pelo aumento de…

7 horas atrás