Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Hepatologia / Resultados promissores do uso do G-CSF em cirróticos avançados
animação de um figado humano

Resultados promissores do uso do G-CSF em cirróticos avançados

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: < 1 minuto.

O transplante de fígado é o tratamento de escolha para a cirrose descompensada, mas devido à disponibilidade limitada de órgãos para doação, uma alternativa se faz necessária. Em estudo recente da revista Hepatology, pesquisadores investigaram o uso do G-CSF em cirróticos avançados.

Para o estudo, realizado em Israel, 65 pacientes com cirrose descompensada foram randomizados para:

  • GRUPO A (n = 23): terapia médica padrão + G-CSF (um curso a cada três meses) + hormônio do crescimento diariamente.
  • GRUPO B (n = 21): terapia médica padrão + G-CSF.
  • GRUPO C (n = 21): apenas terapia médica padrão.

O desfecho primário foi a sobrevida livre de transplante em 12 meses; os secundários incluíram a mobilização de células CD34+ no 6º dia; a melhora nos escores clínicos, rigidez hepática, nutrição, episódios de infecção e qualidade de vida em 12 meses.

Resultados

Houve uma melhor sobrevida livre de transplante em 12 meses nos grupos A e B, em comparação ao grupo C (p = 0,001). Em relação aos desfechos secundários, no 6º dia de terapia, as células CD34+ aumentaram nos grupos A e B, em comparação com o baseline (p <0,001). Houve uma diminuição significativa nos escores clínicos, melhora na nutrição, melhor controle da ascite, redução da rigidez hepática, menos episódios de infecção e melhora nas pontuações de qualidade de vida nos grupos A e B aos 12 meses, em comparação com o baseline (p <0,05).

Referências:

  • Verma N et al. Outcomes after multiple courses of granulocyte-colony stimulating factor and growth hormone in decompensated cirrhosis: Randomized trial. Hepatology 2017 Dec 26; http://dx.doi.org/10.1002/hep.29763

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.