Saiba os riscos do ceratocone e como o Whitebook pode ajudar com o tema nesta entrevista - PEBMED

Saiba os riscos do ceratocone e como o Whitebook pode ajudar com o tema nesta entrevista

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Mais uma entrevista com especialista no Blog do Whitebook e, desta vez, vamos falar sobre o ceratocone. A doença, que faz com que a córnea tenha formato de cone, atinge mais crianças e adolescentes, e um fator importante para evitar a progressão dela é não coçar os olhos.

Leia a entrevista completa com a oftalmologista e conteudista do Whitebook, Dra. Juliana Rosa, e fique por dentro de tudo sobre o assunto!

1. Primeiramente, gostaria que explicasse o que é o ceratocone e como ele acontece.

O ceratocone é uma ectasia da córnea, ou seja, uma doença que leva à alteração do formato da córnea, fazendo com que ela vá adquirindo um formato de cone, ficando mais protrusa e mais fina. Isso gera um aumento do astigmatismo e pode levar à baixa visão.

2. Quais são as principais características da doença e o que pode ser feito para evitá-la?

As principais características da doença são o aumento frequente do astigmatismo e da miopia, a troca frequente de óculos e o embaçamento visual com perda da qualidade da visão (diplopia, visão de halos, etc.). É uma doença com um fator genético conhecido, mas que tem grande relação de sua progressão com o ato de coçar os olhos. É muito comum que pacientes alérgicos, que coçam muito os olhos, tenham ceratocone.

3. Como o conteúdo do Whitebook pode ajudar os especialistas e não especialistas também?

Nosso conteúdo discute a clínica da doença e todas as suas formas de tratamento, ajudando o especialista a pensar nas melhores formas de tratar e o não especialista a identificar os possíveis sinais da doença para encaminhar o paciente para diagnóstico com o oftalmologista o mais precocemente possível.

4. Junho, para Oftalmologia, é o mês de conscientização do ceratocone. Qual é o objetivo e a importância da campanha?

Em junho de 2018, o oftalmologista Renato Ambrosio criou a campanha Junho Violeta com o objetivo de orientar os pacientes sobre o ceratocone e a importância do diagnóstico precoce e do tratamento, e acompanhamento da doença. Além disso, a campanha visa, também, motivar os oftalmologistas a valorizarem essa causa e conscientizarem seus pacientes sobre os riscos da doença. É muito importante que todos sejam orientados também sobre a importância de não coçar os olhos.

Além do conteúdo em Oftalmologia, que fica na seção Cirurgia e Especialidades, o aplicativo número 1 dos médicos tem temas sobre ceratocone nas categorias:

Gostou de saber mais sobre a doença? Deixe seu comentário abaixo e mande sugestões de temas para as entrevistas! 🙂

Até o próximo post!

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar