Semaglutida: uma nova era no tratamento da obesidade - PEBMED

Semaglutida: uma nova era no tratamento da obesidade

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Os medicamentos análogos de GLP-1 criados para o tratamento do Diabetes Tipo 2, tem ganhado cada vez mais espaço no campo da Obesidade. Em dezembro de 2020, o FDA aprovou a medicação liraglutida, Victoza® e Saxenda® para o tratamento da obesidade inclusive em pacientes adolescentes a partir de 12 anos de idade

A medicação semaglutida, comercializada hoje com o nome de Osenpic ®, tem sido amplamente estudada como uma nova opção de tratamento da obesidade.  Novos estudos evidenciam resultados surpreendentes com uma dose 2,4mg/ semana de semaglutida. 

Semaglutida: uma nova era no tratamento da obesidade

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Os novos trabalhos fazem-nos acreditar que, de fato, a semaglutida irá inaugurar uma nova era de tratamento da Obesidade.

Quatro ensaios clínicos nomeados de Passo 1, publicado no New England Journal of Medicine, Passo 2, publicado no The Lancet e Passo 3 e Passo 4, publicados no JAMA chegam os seguintes resultados:

No PASSO 1, os pacientes que receberam semaglutida tiveram uma perda de peso média de 15%, e aqueles que permaneceram com a droga tiveram uma perda de peso de 17%, em comparação com a perda de peso de 2,4% no grupo de placebo. Um terço dos indivíduos no estudo obteve pelo menos 20% de perda de peso ou mais.

Leia também: ADA 2021: obesidade – descobertas, desenvolvimentos e novos rumos

No PASSO 2 , ao avaliar adultos diabéticos com sobrepeso ou obesidade, a semaglutida 2,4 mg uma vez por semana atingiu uma redução superior e clinicamente significativa do peso corporal em comparação com o placebo.

No PASSO 3 , a semaglutida com aconselhamento breve mensal de estilo de vida foi suficiente para produzir uma perda média de peso de 15%, observou ele, já que adicionar uma dieta de baixa caloria e terapia comportamental intensiva acelerou a perda de peso inicial, mas não aumentou a perda de peso final.

No PASSO 4, após o aumento da dose para 2,4 mg em 20 semanas, os pacientes perderam 10,6% do peso inicial. Às 68 semanas, aqueles que mudaram para o placebo às 20 semanas perderam 5,4% do peso inicial, enquanto os que permaneceram com semaglutida perderam 17,7% do peso inicial.

Os números reforçam a ideia de que a interrupção do tratamento pode promover o ganho de peso novamente.

As principais causas de abandono de tratamento incluem: alto custo da droga, a via de administração exclusiva injetável, e os efeitos colaterais.

Dentre os efeitos indesejáveis, a náusea ocorreu em 20% dos pacientes, mas foi principalmente leve ou moderado, e já  os efeitos gastrointestinais, incluindo constipação, vômito e diarreia, foram transitórios e ocorreram no início da fase de aumento da dose.

Um terço dos pacientes apresentam perda de peso superior a 20% e 10% exibe perda de peso superior a 30% — aproximando-se da eficácia da cirurgia bariátrica. No entanto, quase 10% dos pacientes sem diabetes e mais de 30% dos pacientes com diabetes terão menos de 5% de perda de peso.

Os trabalhos demostram que o resultado do tratamento é individual, e que certas vezes podemos considerar associar outras drogas para obter resultados satisfatórios.

Saiba mais: Agonista de GLP1 e seu papel no tratamento da SOP, obesidade e infertilidade

Autor(a):

Referencias bibliográficas: 

  • Rubino D, Abrahamsson N, Davies M, et al. Effect of Continued Weekly Subcutaneous Semaglutide vs Placebo on Weight Loss Maintenance in Adults With Overweight or Obesity: The STEP 4 Randomized Clinical Trial. JAMA. 2021;325(14):1414–1425. doi:10.1001/jama.2021.3224.
  • Wilding JPH, et al. Once-Weekly Semaglutide in Adults with Overweight or Obesity. N Engl J Med 2021; 384:989-1002. doi: 10.1056/NEJMoa2032183.
  • Davies M, et al. Semaglutide 2·4 mg once a week in adults with overweight or obesity, and type 2 diabetes (STEP 2): a randomised, double-blind, double-dummy, placebo-controlled, phase 3 trial, The Lancet. 2021 March. doi: 10.1016/S0140-6736(21)00213-0.
  • Wadden TA, Bailey TS, Billings LK, et al. Effect of Subcutaneous Semaglutide vs Placebo as an Adjunct to Intensive Behavioral Therapy on Body Weight in Adults With Overweight or Obesity: The STEP 3 Randomized Clinical Trial. JAMA. 2021;325(14):1403–1413. doi: 10.1001/jama.2021.1831.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar