Sepse: devo acompanhar o lactato? (caso clínico)

Acompanhe o caso clínico de uma paciente que entra em sepse e veja quando é importante acompanhar o lactato para melhora do quadro.

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Imagine o seguinte cenário: Paciente ALN, feminino, 62 anos, compareceu à emergência com queixa de dor intensa em fossa ilíaca esquerda há 4 dias, sem irradiação, com piora nas últimas 48 horas, apresentando febre de 38,6°C, hiporexia e náusea.

Veja mais: PEBMED e ILAS: destaques da Surviving Sepsis Campaign – manejo da sepse e choque séptico

No exame se constata:

Paciente em regular estado geral, lúcido e orientado no tempo e no espaço, hipocorada(+/IV), anictérica e febril.
Dados vitais: PR = 120bpm, FR = 25ipm, Tax = 38,5°C, PA = 100x70mmHg.

Ausculta cardíaca e pulmonar sem alterações.

Abdome: ruídos hidroaéreos diminuídos, timpânico, doloroso a palpação superficial e profunda em flanco e fossa ilíaca esquerda. Sem massas e/ou visceromegalias. Traube livre.

O laboratório de admissão apresentou as seguintes alterações:

Hb 11,5 g/dl

Ht 34%

Leucocitose 15630 com desvio à esquerda.

Lactato 2,5 mmol/L

Foi realizada hidratação venosa, e sintomáticos evoluem com melhora da FC e febre, porém dor refratária à medicação. Paciente foi internada após 5 horas da chegada à unidade emergencial, com diagnóstico de diverticulite aguda com complicação.

Foi realizado novo laboratório, durante a internação, com as seguintes alterações:

Hb 10, 7 g/dl

Ht 31%

Leucocitose 17620 com desvio a esquerda

Lactato 4,6 mmol/L

Neste momento, é necessário se fazer algumas perguntas para tomar as decisões de acompanhamento e terapia no paciente com sepse.

Quer saber mais sobre a conduta médica neste caso? Confira no vídeo completo “Sepse: devo acompanhar o lactato?”. Onde encontrar? Clinical Drops – Infectologia – Sepse

Confira os outros clinical drops em Infectologia:
ITU recorrente: quando usar antibióticos?
Vitamina C e tiamina são úteis no choque séptico?
Influenza: devo usar corticoides?

Abraço!

Coautora: Dra. Juliana Froes – Clínica Médica

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades