Página Principal > Medicina Interna > SEPSE: relação entre o tempo de tratamento e mortalidade
bacteria

SEPSE: relação entre o tempo de tratamento e mortalidade

Tempo de leitura: 2 minutos.

A sepse ou septicemia é uma inflamação sistêmica potencialmente fatal causada por uma infecção grave. Mais de 1,5 milhão de casos de sepse ocorrem anualmente nos Estados Unidos, e muitos desses pacientes são tratados no departamento de emergência.

Em 2013, o New York State Department of Health(NYSDOH) começou a exigir que os hospitais seguissem protocolos para identificação precoce e tratamento de sepse grave ou choque séptico. No entanto, há controvérsia sobre se o tratamento mais rápido da sepse melhora os resultados em pacientes.

Um estudo observacional publicado no The New England Journal of Medicine avaliou dados de pacientes com sepse e choque séptico que foram relatados para o NYSDOH a partir de 1º de abril de 2014 até 30 de junho de 2016.

Você sabia? ‘Risco de convulsão após sepse pode persistir por anos’

Entre 49.331 pacientes em 149 hospitais, 40.696 (82,5%) tiveram o pacote de 3 horas concluído dentro de 3 horas. A mediana de tempo até a conclusão do pacote de 3 horas foi de 1,30 horas (intervalo interquartil: 0,65 a 2,35), a mediana de tempo para a administração de antibióticos de amplo espectro foi de 0,95 horas (intervalo interquartil: 0,35 a 1,95) e a mediana de tempo até a conclusão da reposição inicial de fluidos intravenososfoi de 2,56 horas (intervalo interquartil: 1,33 a 4,20).

Cada hora para a conclusão do pacote de 3 horas foi associada a maior mortalidade (oddsratio [OR]: 1,04 por hora; intervalo de confiança [IC] de 95%: 1,02 a 1,05; p<0,001). A associação entre o tempo de administração de antibióticos e a mortalidade intra-hospitalar foi semelhante (OR: 1,04 por hora; IC 95%: 1,03 a 1,06; p<0,001).

O tempo até a conclusão da reposição inicial de fluidos intravenosos não foi associado à mortalidade hospitalar (OR: 1,01; IC 95%: 0,99 a 1,02; p=0,21).

Com base nesses resultados, o estudo mostrou que a conclusão mais rápida de um pacote de cuidados de sepse de 3 horas e a administração rápida de antibióticos foram associadas a menor risco de mortalidade hospitalar.

As melhores condutas no manejo da Sepse estão no Whitebook. Clique aqui para baixar grátis!

JulianaFestadeVasconcellos Riscos e benefícios do tratamento com clopidogrel e aspirina após AVCI menor ou AIT

250x250-portal Riscos e benefícios do tratamento com clopidogrel e aspirina após AVCI menor ou AIT

Referências:

  • Seymour CW, Gesten F, Prescott HC, Friedrich ME, Iwashyna TJ, Phillips GS, et al. Time to Treatment and Mortality during Mandated Emergency Care for Sepsis. N Engl J Med. 2017 Jun 8;376(23):2235-2244. doi: 10.1056/NEJMoa1703058. Epub 2017 May 21.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.