Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Geriatria / Seu paciente idoso ainda pode morar sozinho?
paciente idosa sendo consultada

Seu paciente idoso ainda pode morar sozinho?

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Você sabe reconhecer quando um paciente idoso não deve mais morar sozinho? Para ajudar a identificar esse momento, a editora do site Caring.com criou um guia com diversos sinais. Pode estar na hora de muitos dos seus pacientes deixarem de morar sozinhos ou se mudarem para a casa de algum familiar, e sua indicação pode ser essencial neste momento.

Alguns exemplos abordados no guia são:

  1. Problemas recentes, emergências de saúde ou acidentes, como quedas, batidas de carro, entre outras.
  2. Processo de recuperação lento e/ou com outras complicações.
  3. Situações de piora em condições crônicas, como obstruções pulmonares, demências ou insuficiência cardíaca congestiva.
  4. Dificuldades com questões simples do dia-a-dia, como tomar banho, se vestir e cozinhar.
  5. Mudanças físicas drásticas, como ganho ou perda de peso; odores desagradáveis; aumento na fragilidade; etc.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Fique atento aos sinais, e pergunte sobre questões das quais você não participa, como familiares e domésticas. Converse com seu paciente e com a família dele para identificar outros pontos, por exemplo:

  1. Redução na participação social, seja em eventos religiosos, encontros com amigos ou visitas a parentes.
  2. A casa, quando costumava ser organizada, bagunçada, suja, cestos de roupa suja lotados; janelas quebradas; lixo espalhado; caixa de correio lotada.
  3. Plantas e animais de estimação abandonados; eletrodomésticos de uso constante quebrados e sem agendamento de conserto.
  4. Sinais de falta de memória, como produtos perecíveis que já venceram há bastante tempo na cozinha.
  5. O paciente se sente mais solitário, ansioso?

Muitas vezes os sintomas passam despercebidos para família e amigos, e o auxílio médico nesse momento pode ser importante para evitar que diversas situações se compliquem.

Referência:

  • https://estilo.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2012/12/31/como-saber-quando-um-idoso-nao-deve-mais-morar-sozinho.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.