Síndrome inflamatória multissistêmica: caso clínico [podcast]

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Neste episódio, a Dra. Dolores Silva e a Dra. Gabriela Balbi, especialistas em Pediatria e conteudistas do Whitebook, falam sobre a síndrome inflamatória multissistêmica (MIS-C). Saiba mais sobre achados clínicos até o momento e tratamento recomendado.

Acompanhe o caso clínico ilustrado para o caso: “Paciente do sexo feminino, de 1 ano e 2 meses de idade, apresenta quadro de febre há 8 dias, associado à diarreia e prostração. Junto a esse quadro, apresenta taquicardia, hipotensão, pulsos finos e perfusão capilar periférica lentificada. A família inteira da criança teve Covid-19 um mês antes da internação e o pai estava internado em caso grave. No ecocardiograma, a criança apresentava disfunção sistólica importante”. 

A MIS-C é uma síndrome nova e em alguns locais o desconhecimento ainda é alto. Seus sintomas são inespecíficos e podem ser confundidos com outras doenças. Além disso, há um grande número de crianças assintomáticas de Covid-19 que dificultam o diagnóstico por conta disso – a MISC geralmente é após infecção pela Covid.

A seguir constam os principais sinais e sintomas a serem questionados na entrevista, complementados, em alguns casos, por particularidades ao exame físico:

  • Febre > 38,5°C persistente (todos os pacientes) – média de 4-6 dias;
  • Tosse;
  • Outros sintomas respiratórios;
  • Dispneia com necessidade de oxigênio;
  • Hipotensão arterial;
  • Dor abdominal;
  • Diarreia;
  • Náuseas e vômitos;
  • Conjuntivite não exsudativa;
  • Entre outros.

Leia mais: Podemos utilizar corticoides na síndrome inflamatória multissistêmica em pediatria?

Como distinguimos a sepse da MIS-C?

No caso de um paciente que chega com um quadro de choque, o primeiro passo é a estabilização e a ventilação. É preciso sempre pensar em choque séptico para iniciar o antibiótico o quanto antes e garantir melhora no desfecho. Após esse momento, fazer o histórico epidemiológico, pois como no caso clínico ilustrado no início, se a criança teve Covid ou contato com alguém com a doença, isso pode ser um um indicativo de MIS-C; se ela não responde bem ao antibiótico, etc.

Saiba como fazer a distinção entre a doença de Kawasaki e a síndrome inflamatória multissistêmica escutando o podcast completo.

Veja aqui alguns conteúdos relacionados no Whitebook:

Confira também por outros players:

Não deixe de assinar o canal do Whitebook no Spotify! 😀

Abraços,

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica.

Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar