Página Principal > Colunistas > Telemedicina: Conselho Federal de Medicina revoga resolução
telemedicina e consultas online

Telemedicina: Conselho Federal de Medicina revoga resolução

Tempo de leitura: 1 minutos.

No inicio de fevereiro, divulgamos em nosso portal PEBMED uma resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM nº 2.227/18) regularizando a prática da Telemedicina no Brasil; fizemos inclusive um podcast detalhando toda a polêmica. Hoje, 22 de fevereiro, circula nas redes sociais um documento do CFM revogando a resolução.

No site do CFM, foi publicado há dois dias uma reportagem que trazia indicativos de que isso ocorreria. Para apurar a informação, nossa equipe do Portal PEBMED entrou em contato pela manhã com a entidade, que confirmou a revogação da resolução. Desde sua aprovação, a norma sobre Telemedicina havia gerado polêmica entre a classe médica. Vale ressaltar que a telemedicina continua nos moldes anteriores à resolução revogada nesta sexta.

Nas últimas semanas, muitas entidades médicas se expressaram contra a resolução que aprovava a Telemedicina, o que motivou uma reunião no Conselho para rediscutir os pontos. Após um longo encontro com representantes do CFM e 42 instituições médicas (sociedades de especialidades e de associações médicas), foi decidido que a Associação Médica Brasileira (AMB) receberá contribuições das diferentes instituições para o aperfeiçoamento da norma, ou seja, até o momento a telemedicina não entrará em vigor, pelo menos não imediatamente até que esses pontos sejam debatidos e haja um consenso entre os órgãos representativos e o CFM.

Leia maisTelemedicina: antes e depois da nova resolução do CFM

A conclusão foi de que maioria dos representantes das entidades que compõem o Conselho Científico da AMB concordou com a necessidade de se atualizar a regulamentação da telemedicina. Porém, ficou evidente que há pontos que precisam de melhor esclarecimento.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.