Oftalmologia

Ultrassom ocular point-of-care pode identificar descolamento de retina

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

O descolamento de retina é uma rotura causada pela tração vitreorretiniana associada a áreas de maior fraqueza da retina periférica. Os dois tipos principais são exsudativo (causado por neoplasias, doenças inflamatórias, anomalias congênitas, doença vascular, coriorretinopatia serosa central e síndrome efusão uveal) e tradicional (quando as faixas fibrocelulares se contraem devido a trauma, retinopatia ou laceração da retina).

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Diagnóstico do descolamento de retina

A identificação do descolamento de retina deve ser rápida, assim como sua abordagem terapêutica; do contrário o paciente corre um alto risco de perder a visão. O diagnóstico pode ser obtido por meio de exames como biomicrospia de fundo, tomografia de coerência ótica, oftalmoscopia indireta, ultrassonografia ocular e angiografia fluoresceinica.

O papel do ultrassom point-of-care

O ultrassom point-of-care, realizado a beira-leito pelo medico emergencista, internista, intensivista ou cirurgião, tem sido identificado como uma ferramenta rápida e eficaz no diagnóstico do descolamento de retina. No entanto, estudos envolvendo este tipo de exame ainda são escassos e por isso não há evidências concretas que confirmem a eficácia deste procedimento.

Leia mais: Ultrassom point-of-care para guiar a punção reduz tempo de utilização do cateter?

Um estudo observacional, prospectivo e de revisão sistemática e metanálise avaliou a eficácia do ultrassom point-of-care ocular. A pesquisa analisou dados de 11 estudos menores, que totalizaram 844 pacientes, dos quais 21,4% tiveram descolamento de retina.

Resultados

Após confirmar ou descartar a presença da rotura ocular, os pesquisadores concluíram que o ultrassom point-of-care apresentou sensibilidade de 94.2% (IC 95% [ 78,4% a 98,6%]) e especificidade de 96.3% (IC 95% [89,2% a 98,8%]).

Take home messages

Apesar de não ser o procedimento padrão para o diagnóstico, o ultrassom point-of-care ocular pode ser uma alternativa em locais onde o exame oftalmológico é limitado pela falta de recursos ou ausência de serviços oftalmológicos.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

Compartilhar
Publicado por
Roberto Caligari

Posts recentes

Hematoma subdural: caso clínico na emergência [podcast]

Neste episódio, o Dr. Felipe Nóbrega vai falar sobre o hematoma subdural no contexto de…

2 horas atrás

Acometimento neurológico em crianças com síndrome hemolítico-urêmica típica: dados de uma revisão retrospectiva

A síndrome hemolítico-urêmica (SHU) é um quadro grave, sendo a principal causa de insuficiência renal…

2 horas atrás

Anestesia e hipotireoidismo

O hipotireoidismo é uma das doenças endócrinas mais comuns e caracterizado pela baixa atividade da…

3 horas atrás

Cinco dicas para falar sobre fertilidade com seus pacientes

De acordo com um estudo realizado em Nova Jersey, nos EUA, apenas 25% das mulheres…

4 horas atrás

CHEST 2021: Abordagem da fístula aérea persistente em pacientes com pneumotórax

Pacientes com pneumotórax são cada vez mais comuns dentro da UTI, especialmente no contexto da…

5 horas atrás

CHEST 2021: Tratamento cirúrgico no DPOC: quando e como indicar?

A DPOC acomete milhões de pessoas em todo o mundo e é a terceira maior…

6 horas atrás