Leia mais:
Leia mais:
Uso de amoxicilina para o tratamento de infecções torácicas em crianças apresenta poucos efeitos
Nefrolitíase: guidelines sobre o manejo dos cálculos renais
Qual antibiótico utilizar em procedimentos cólon-retal?
Uso de antibióticos na gestação: existe associação com o peso de nascimento da prole?
Otite média aguda: estudo traz esclarecimentos sobre tratamentos com antibióticos e cirúrgicos

Uso de antibióticos orais é um fator de risco para nefrolitíase?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minuto.

Uso de antibióticos orais é um fator de risco para nefrolitíase? Em um novo estudo de caso-controle, publicado no Journal of the American Society of Nephrology, pesquisadores analisaram 12 classes de antibióticos para tentar associar com o risco de desenvolver pedra nos rins.

Para esse estudo, foram analisados os dados de mais de 13 milhões de crianças e adultos no Reino Unido, entre 1994 e 2015. Os pesquisadores utilizaram uma amostragem de densidade de incidência para comparar 25.981 pacientes com nefrolitíase a 259.797 controles.

nefrolitíase

Antibióticos e nefrolitíase

Após os ajustes, o uso de sulfonamida (OR = 2,33 [2,19 a 2,48]), cefalosporina (1,88 [1,75 a 2,01]), fluoroquinolonas (1,67 [1,54 a 1,81]), nitrofurantoína/metenamina (1,70 [1,55 a 1,88]) e penicilina de amplo espectro (1,27 [1,18 a 1,36]) foi associado à nefrolitíase.

Em análises exploratórias, a intensidade das associações foi maior para a exposição em idades mais jovens (p < 0,001) e 3 a 6 meses antes da data do diagnóstico de nefrolitíase (p < 0,001), com todas as penicilinas de amplo espectro permanecendo estatisticamente significativas 3 a 5 anos após a exposição.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que o uso de antibióticos orais está associado ao aumento do risco de nefrolitíase. Esses resultados podem ter implicações na patogênese da doença e no aumento da incidência de nefrolitíase.

Nefrolitíase: você sabe identificar e tratar?

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Gregory E. Tasian, Thomas Jemielita, David S. Goldfarb, Lawrence Copelovitch, Jeffrey S. Gerber, Qufei Wu, and Michelle R. Denburg. Oral Antibiotic Exposure and Kidney Stone Disease. J. Am. Soc. Nephrol. 2018 : ASN.2017111213v1-ASN.2017111213.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.