Página Principal > Cardiologia > Vale a pena mesmo o screening do aneurisma da aorta abdominal?
estetoscópio pendurado no pescoço do médico

Vale a pena mesmo o screening do aneurisma da aorta abdominal?

Tempo de leitura: 2 minutos.

Society for Vascular Surgery define o aneurisma da aorta abdominal (AAA) como qualquer dilatação da aorta abdominal > 3 cm e sua prevalência é de aproximadamente 1,4% nas pessoas com idade entre 50 e 84 anos. Um novo artigo do The Lancet, publicado em junho, objetivou analisar a eficácia do screening do AAA na redução da mortalidade.

Através de uma base de dados nacionais da Suécia, pesquisadores reuniram dados sobre incidência, cirurgia e mortalidade relacionados ao AAA em homens que realizaram o rastreio entre 2006 e 2009. Os participantes foram comparados com outros que não fizeram o screening (grupo controle).

Tenha sempre condutas atualizadas na sua mão! Baixe gratuitamente o Whitebook.

Resultados

A mortalidade por AAA em suecos diminuiu de 36 para 10 mortes por 100.000 homens com idades entre 65 e 74 anos entre o início dos anos 2000 e 2015. A mortalidade diminuiu em taxas similares, independentemente de realizar ou não screening. Após 6 anos do rastreio, os pesquisadores encontram uma redução não significativa na mortalidade por AAA (OR ajustado: 0,66, IC de 95%: 0,88 a 11,51).

screening foi associada ao aumento da chance de diagnóstico de AAA (OR ajustado: 1,52, IC de 95%: 1,16 a 1,99; p = 0,002) e aumento do risco de cirurgia eletiva (OR ajustado: 1,59, IC de 95%: 1,20 a 2,10; p = 0,001), ou seja:

  • Para cada 10.000 homens que realizaram o screening, 49 (IC de 95%: 25 a 73) foram provavelmente overdiagnosed -> destes, 19 (IC de 95%: 1 a 37) passaram por uma cirurgia que aumentou o risco de mortalidade e morbidade e poderia ter sido evitada.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que, nessa população sueca, o rastreio do aneurisma da aorta abdominal não contribuiu substancialmente para reduções na mortalidade.

LEIA MAIS: Aneurismas da aorta abdominal – diretriz indica como acompanhar e tratar

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Benefits and harms of screening men for abdominal aortic aneurysm in Sweden: a registry-based cohort study. Johansson, Minna et al. The Lancet, Volume 391, Issue 10138, 2441 – 2447

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.