Página Principal > Blog do Whitebook > Veja como identificar doença isquêmica e infarto no Whitebook

Veja como identificar doença isquêmica e infarto no Whitebook

Um homem de 50 anos é atendido na emergência com dor precordial, em aperto, iniciada em repouso há cerca de uma hora, acompanhada de dispneia. Além disso, queixa-se de náuseas e sudorese fria.

Na história pregressa, relata hipertensão, dislipidemia e tabagismo, fazendo uso de perindopril, anlodipino e rosuvastatina. Carga tabágica 50 maços-ano. Peso: 85kg.

No exame físico, sinais vitais mostram PA 100 x 60 mmHg, FC 110 bpm, FR 30 irpm e oximetria 88% em ar ambiente. Presença de B3 e crepitações em bases pulmonares.

É realizado o seguinte ECG:

WB: GUIA DE ECG – DOENÇA ISQUÊMICA E INFARTO

Usando o WB, você poderá ver no guia de ECG a presença de supradesnível do segmento ST de V1 a V6, o que corresponde à parede anterior.

WB: MEDICINA INTERNA – SÍNDROME CORONARIANA AGUDA COM SUPRA ST

Na seção sobre SCA com supraST, você poderá ter acesso aos exames complementares a serem solicitados, com destaque para:

  1. Laboratório, com curva enzimática (troponina é a mais importante)
  2. Radiografia de tórax – há sinais no exame físico do paciente de congestão pulmonar
  3. Ecocardiograma – fundamental a avaliação da função sistólica do VE

É possível ainda obter auxílio no diagnóstico diferencial da dor precordial, em especial os critérios para afastarmos uma síndrome aórtica aguda, o grande fantasma neste cenário.

Ainda no WB você pode ter acesso a escores prognósticos a fim de estimar gravidade do paciente, como o TIMI risk.

A seguir, é hora de iniciar o plano terapêutico, que é “dividido” em duas partes, que devem ocorrer simultaneamente:

  1. Prescrição (tratamento clínico)
  2. Decisão pelo método de reperfusão

No WB você encontra os fármacos indicados, posologia e ajustes pela função renal. No caso relatado, o paciente tem indicação de usar:

  • AAS
  • Inibidor P2Y12 – pode ser o clopidogrel, ticagrelor ou prasugrel
  • Estatina em dose máxima (Atorvastatina)

Os betabloqueadores estão contraindicados devido à presença de sinais de disfunção ventricular (congestão pulmonar + B3).

Quanto à estratégia de reperfusão, estes mesmos sinais de disfunção ventricular indicam a coronariografia com angioplastia primária como método de escolha, com resultados superiores à trombólise.

Autor:
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.