Página Principal > Cardiologia > Você sabe colocar os eletrodos V7, V8 e V9? Sabe para que servem?
médica analisando os resultados de um eletrocardiograma

Você sabe colocar os eletrodos V7, V8 e V9? Sabe para que servem?

Tempo de leitura: 3 minutos.

As posições corretas dos eletrodos em um eletrocardiograma convencional já são bem conhecidas (veja uma revisão aqui). Mas, você sabe colocar os eletrodos V7, V8 e V9? Sabe quando devemos usar estas derivações?

Primeira dica: colocar eletrodos V7 a V9 quando houver suspeita de infarto “posterior” ou “dorsal”. Por que colocamos estes termos entre aspas? Porque já vimos que estes termos na verdade equivalem a acometimento, na verdade, da parede lateral.

OK. Mas e como faço para colocar estes eletrodos? Não posso apenas pedir para o pessoal da enfermagem fazer? Todo médico/estudante de medicina tem que saber isso. O que você vai fazer se estiver em um plantão e a enfermeira não souber como colocar estes eletrodos (o que não é incomum de ocorrer)?

Pois bem, aí está a forma de colocar:

eletrodos v7, v8 e v9

Qual é mesmo o nível do V6? Quinto espaço intercostal.

Esquematicamente, a posição dos eletrodos V7 a V9 seriam essas:

posicionamento dos eletrodos

Mas que eletrodos eu vou usar para fazer isso? Meu aparelho de ECG não tem eletrodo específico para isso! Nenhum aparelho tem, não é só o seu. Você pode pegar qualquer eletrodo precordial e usar para este fim. Basta saber qual eletrodo você está colocando em que lugar. Normalmente utiliza-se os eletrodos de V4 a V6 para colocar no lugar de V7 a V9. Aí basta riscar depois os nomes V4 a V6 no ECG impresso e substituir por V7 a V9.

OK. Mas sinceramente, vou usar mesmo isso na prática? Sim!!! Cerca de 4% dos IAMs são exclusivamente “dorsais” e, portanto, o supra nestes casos só pode ser visto por estas derivações. Exemplo: paciente chega ao PS com dor torácica contínua, típica, há 3 horas. ECG não mostra supra de 2 derivações contíguas contudo podemos ver onda R ampla em V1 e V2 associado à infra de ST de precordiais. Isso pode ser sinal de acometimento “posterior”.

eletrocardiograma

Feito ECG com V7, V8 e V9, sendo demonstrado supra de ST em V8 e V9, o que confirmou o diagnóstico de IAM com supra de ST.

eletrocardiograma

Dica: de V7 a V9, o critério para diagnosticar supra de ST é diferente das outras derivações. Desnivelamento ≥ 0,5 mm já fecha critério.

Quer receber diariamente notícias médicas no seu WhatsApp? Cadastre-se aqui!

Autor:

Um comentário

  1. Olá, meu nome é Jakson, sou enfermeiro e geralmente o que procede os ecgs no ps e impressão para os médicos avaliarem. Já ouvi falar algumas vezes sobre as derivações posteriores, porém, nunca presenciei o procedimento. Para eu entender melhor: com um cabo comum de 12 derivações, eu substituo os eletrodos v4, v5 e v6, e posiciono colocando como v7, v8 e v9 – se eu estiver usando as “perinhas” posso lateralizar o paciente? Ou devo manter o paciente em decúbito dorsal e somente usar eletrodos descartáveis? Desde já agradeço pelas informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.