Leia mais:
Leia mais:
Whitebook: como identificar asplenia na infância?

Whitebook: como identificar asplenia na infância?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Nesta semana, publicamos um caso clínico de um paciente com asplenia. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, vamos abordar a apresentação clínica da condição na infância.

Baixe agora gratuitamente o Whitebook e tenha tudo sobre todas as condutas médicas, na palma da mão!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é parte de uma conduta do Whitebook e é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Apresentação clínica

Os pacientes com asplenia ou com função esplênica prejudicada apresentam risco elevado para sepse fulminante, principalmente por germes encapsulados como o Streptococcus pneumoniae, algumas cepas de Haemophilus influenzae e Neisseria meningitidis.

A asplenia pode apresentar causas anatômicas (congênita, pós-cirúrgica) e funcionais (anemia falciforme, malária, radiação, doença metabólica).

Abordagem diagnóstica

O diagnóstico é feito pela anamnese, verificando a presença de doenças como a anemia falciforme e história de trauma abdominal, além de exames de imagem como ultrassonografia (USG), tomografia computadorizada (TC) e ressonância nuclear magnética (RNM) de abdome, que podem revelar a ausência do baço.

Corpúsculos de Howell-Jolly no sangue periférico podem ser encontrados nos casos de asplenia.

O exame mais específico é o estudo radioisotópico, mas nem sempre é realizado.

Outras alterações da série vermelha podem ser encontradas: células em alvo, corpúsculos de Heinz, corpúsculos de Pappenheimer, reticulócitos e esferócitos.

Acompanhamento

Como o baço é o principal local de produção de anticorpos IgM, necessários para a opsonização de patógenos encapsulados, é recomendado que o paciente receba imunização contra Streptococcus pneumoniae (pneumo 13 e pneumo 23), Neisseria meningitidis (meningo ACWY e meningo B, se possível) e Haemophilus influenzae tipo b pelo menos 14 dias antes de esplenectomia eletiva (idealmente, cerca de 10-12 semanas antes do procedimento). A vacina contra influenza também está indicada.

Quando não for possível vacinar os pacientes antes da cirurgia, administrar as imunizações 14 dias após o procedimento, a fim de garantir níveis de imunização semelhantes à profilaxia pré-operatória. Se a vacina for realizada antes do 14º dia pós-operatório, repetir as vacinas 8 semanas após as doses iniciais.

Aguardar, pelo menos, 3 meses para fazer as vacinas em pacientes que estiverem em tratamento imunossupressor com radio ou quimioterapia.

Crianças com anemia falciforme devem ter garantida a vacinação antes de 5 anos de idade. Com menos de 24 meses de idade, fazer quatro doses da vacina PCV13 (pneumo 13) – 2, 4, 6, e 12 a 15 meses. Criança asplênica com ≥ 24 meses de idade, fazer a PPSV23 (pneumo 23), oito semanas após terminar a imunização com PCV13. Repetir a dose de PPSV23 após cinco anos nos pacientes asplênicos, sendo recomendado reforço após três anos, nos casos de anemia falciforme (se possível, repetir a cada cinco anos).

Realizar também reforço com a vacina meningo ACWY, a cada cinco anos.

Crianças e adolescentes entre 6-18 anos que não receberam nenhuma das duas vacinas devem receber uma dose de PCV13 seguida por uma dose de PPSV23, após pelo menos oito semanas, com dose de reforço da PPSV23 após cinco anos.

Realizar a vacinação para Influenza anualmente e não esquecer de realizar as outras vacinas do calendário vacinal, incluindo aquelas de vírus vivo (exceto nos casos em que o paciente apresente alguma outra contraindicação).

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.
Autor(a):

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades
Referências bibliográficas:

    O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

    Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.