Categorias: InfectologiaWhitebook

Whitebook: Ebola

Tempo de leitura: 2 min.

Tivemos recentemente uma notícia falando sobre o ressurgimento do vírus ebola na República Democrática do Congo. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do  Whitebook Clinical Decision vamos falar sobre a apresentação clínica da doença.

Baixe agora gratuitamente o Whitebook e tenha tudo sobre todas as condutas médicas, na palma da mão!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é parte de uma conduta do Whitebook e é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Apresentação clínica do Ebola

Anamnese e Exame Físico

Quadro clínico: Nos quadros de exposição primária, o paciente geralmente relata viagem, moradia ou trabalho em área endêmica para o vírus Ebola, dentro de 21 dias prévios. Na exposição secundária, o paciente relata contato com humanos ou primatas sintomáticos. O período de incubação é tipicamente de 3 a 12 dias em casos primários ou superior em casos secundários.

    Os sinais e sintomas precoces incluem:
  • Febre;
  • Calafrios;
  • Mal-estar;
  • Fadiga;
  • Cefaleia;
  • Vômitos;
  • Dor abdominal;
  • Diarreia aquosa profusa;
  • Hemorragias (hematoquezia, petéquias, equimose e outras);
  • Hiporexia;
  • Faringite;
  • Rash maculopapular;
  • Injeção conjuntival bilateral;
  • Uveíte;
  • Dissociação pulso-temperatura;
  • Dor torácica;
  • Miocardite;
  • Meningoencefalite.
    Os sintomas tardios podem incluir:
  • Fáscies apática;
  • Sangramento por punção venosa ou membranas mucosas;
  • Miocardite e edema pulmonar;
  • Sepse;
  • Choque séptico;
  • Disfunção multiorgânica;
  • Taquipneia, hipotensão, anúria e coma em pacientes terminais.
    Sobreviventes da infecção por Ebola podem apresentar as seguintes manifestações, geralmente após 2 semanas do início dos sintomas:
  • Mialgias;
  • Atralgias assimétricas e migratórias;
  • Persistência de anormalidades neurocognitivas;
  • Cefaleia;
  • Insônia;
  • Meningite;
  • Fadiga;
  • Bulimia;
  • Amenorreia;
  • Perda auditiva;
  • Zumbido;
  • Orquite unilateral;
  • Parotidite supurativa;
  • Depressão.

As complicações possíveis consistem em dor ocular, fotofobia, lacrimejamento aumentado e/ou perda da acuidade visual, decorrente de uveíte. A suspeita é de notificação compulsória.

Fatores de risco: Exposição em áreas endêmicas ou a pacientes ou animais infectados.

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia a dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.
Compartilhar
Publicado por
Carol Meneses

Posts recentes

Transtornos mentais em pacientes pós-internação por Covid-19

Pacientes que tiveram cuidados intensivos estariam mais propensos a transtornos mentais específicos ou a suas…

39 minutos atrás

IM/ACP 2021: confira as principais revisões apresentadas no congresso de Medicina Interna

Em abril, aconteceu o Internal Medicine Meeting (IM/ACP 2021), congresso de Medicina Interna realizado pelo…

2 horas atrás

Atualização de medicamentos e conteúdos novos em destaque

Mais uma atualização do Whitebook com muitas novidades: revisão de 31 medicamentos e 9 conteúdos…

18 horas atrás

Anestésico tópico: Qual é o impacto do uso em vias aéreas no pós-operatório?

O estudo analisou a efetividade do anestésico tópico nas vias aéreas para diminuir as chances…

19 horas atrás

Hemograma: Discordâncias da análise automatizada e microscopia óptica convencional

Devido ao grande avanço tecnológico, a análise do hemograma por meio de aparelhos totalmente automatizados…

20 horas atrás

Qual é a relação entre o lúpus e insuficiência cardíaca?

O lúpus eritematoso sistêmico pode acometer diversos órgãos e em mais de 50% das vezes…

21 horas atrás