7 medidas para otimização metabólica e nutricional no paciente cirúrgico - PEBMED

7 medidas para otimização metabólica e nutricional no paciente cirúrgico

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

O entendimento mais moderno da assistência ao paciente cirúrgico não se restringe ao período dentro do centro cirúrgico, mas estende-se ao antes e ao depois. O preparo nutricional e metabólico é elemento fundamental para melhoria dos desfechos nesta população, reduzindo complicações, tempo de permanência e a expressão quantitativa de tudo isto, que é o custo total de utilização dos sistemas de saúde.

Uma recente reunião de consenso chancelada pela Sociedade Europeia de Nutrição Parenteral e Enteral reuniu-se para atualização das Diretrizes em Nutrição Clínica e Cirurgia.

As principais medidas para otimização metabólica e nutricional no paciente cirúrgico:

  • A avaliação do estado nutricional e metabólico nutricional DEVE estar incluída no risco cirúrgico, uma vez que intervenções nutricionais pré-operatórias em pacientes de maior risco claramente reduzem a morbidade associada ao procedimento;
  • Longos períodos de jejum pré-operatório devem ser evitados;
  • A via oral deve ser utilizada assim que possível no pós-operatório; as demoradas transições entre dietas de baixa consistência não têm fundamento diante das fisiologia básica nem das evidências atuais;
  • A terapia nutricional deve ser iniciada sem delongas, tão logo o risco nutricional se torne aparente; tempo é mucosa, é músculo e é imunidade;
  • Metas para controle glicêmico do diabético e do não diabético devem ser definidas e perseguidas;
  • Drogas que reduzam o trânsito intestinal devem ter seu uso continuamente reavaliado;
  • A mobilização precoce acelera a recuperação da função de tubo digestivo e deve ser procurada sempre que possível.

Ao todo 37 recomendações práticas foram assinaladas pelo documento.

Autor:

Referência:

  • https://www.clinicalnutritionjournal.com/article/S0261-5614(17)30063-8/pdf

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar