AIDS 2022: Segurança em iniciar TARV em até duas semanas de tratamento de tuberculose em crianças

Um estudo avaliou registros de prontuários eletrônicos de pacientes virgens de TARV, tratados para tuberculose em seis países africanos.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Infecções por tuberculose são uma importante causa de morte em indivíduos com HIV. Nesses casos, tratamento adequado de ambas as condições está associado a melhores desfechos. Ao mesmo tempo, pessoas com coinfecção TB/HIV apresentam risco de desenvolvimento de síndrome inflamatória de reconstituição imune (SIRI ou IRIS) quando terapia antirretroviral é iniciada. 

Até o momento, não havia evidências diretas para guiar o melhor momento para iniciar TARV em crianças e adolescentes em tratamento para tuberculose. Os resultados de um grande estudo multicêntrico conduzido na África foram apresentados na 24th International AIDS Conference e deram algumas respostas sobre o tema. 

TARV

O estudo

Trata-se de um estudo de coorte retrospectivo, multicêntrico, que avaliou registros de prontuários eletrônicos de pacientes entre 0 e 19 anos de idade, virgens de TARV, tratados para tuberculose em seis países africanos entre 2014 e 2020. O desfecho primário avaliado foi mortalidade por todas as causas. 

Os modelos incluíram tempo até início de TARV como uma variável tempo-dependente e foram ajustados para idade, IMC, status imunológico, local de tratamento e localização da infecção por tuberculose. 

Resultados

Foram avaliados dados de 731 crianças e adolescentes com HIV com início de TARV em diferentes momentos: 260 com início de TARV nas primeiras duas semanas de tratamento para TB, 379 com início de TARV entre duas semanas e dois meses de tratamento para TB, 64 com início de TARV após dois meses e 28 que não iniciaram TARV. 

As análises ajustadas mostraram aumento de mortalidade a partir do terceiro ano do início do tratamento para TB nas crianças e adolescentes que não começaram TARV quando comparadas com as que começaram terapia antirretroviral entre duas semanas e dois meses. 

Entretanto, não houve diferença significativa entre o grupo que iniciou TARV em menos de duas semanas (HR ajustada = 0,93; IC 95% = 0,30 – 2,84) ou o que em que a terapia foi iniciada após dois meses (HR ajustada = 1,87; IC 95% = 0,22 – 15,96) em comparação com início de TARV entre duas semanas e dois meses. 

Considerações

Esses resultados mostraram que não houve aumento de mortalidade com início precoce de TARV de forma concomitante ao tratamento de TB em crianças e adolescentes com coinfecção. Essas evidências apoiam a recomendação da Organização Mundial de Saúde de começar TARV em até duas semanas do início do tratamento de TB. 

Confira mais da cobertura do Portal PEBMED na IAS 2022:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão