Álcool e cardiopatias: quem bebe ocasionalmente também está em risco!

Artigo investigou a relação entre o abuso de álcool e risco de cardiopatias. A novidade foi analisar o risco do consumo abusivo e não o alcoolismo.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Enquanto alguns estudos sugerem que consumir álcool em níveis moderados pode prevenir incidentes de infarto do miocárdio e insuficiência cardíaca, outros indicam que mesmo níveis baixos a moderados de álcool aumentam a ocorrência de fibrilação atrial. Um novo artigo analisou mais a fundo a relação entre o abuso de álcool e risco de cardiopatias.

Utilizando um banco de dados da Califórnia, nos EUA, pesquisadores realizaram uma análise longitudinal da população ≥ 21 anos de idade, que receberam cirurgia ambulatória, emergência ou cuidados médicos intra-hospitalares entre 2005 e 2009. A novidade deste estudo foi analisar o risco do consumo abusivo – muita quantidade ocasionalmente – e não o alcoolismo.

Veja também: ‘Pesquisadores associam consumo de álcool a risco de câncer’

Entre os quase 15 milhões de pacientes, 268 mil (1,8%) apresentaram abuso de álcool. Após o ajuste multivariável, o consumo abusivo foi associado a um risco aumentado de incidência de fibrilação atrial (HR: 2,14, IC 95%: 2,08 a 2,19; p <0,0001), infarto do miocárdio (HR: 1,45; IC 95%: 1,40 a 1,51; p <0,0001) e insuficiência cardíaca (HR: 2,34; IC 95%: 2,29 a 2,39; p <0,0001).

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Nas análises de interação, indivíduos sem fatores de risco convencionais para doença cardiovascular apresentaram um risco desproporcionalmente aumentado de cada resultado.

E mais: ‘A evolução no tratamento do alcoolismo’

O abuso de álcool aumentou o risco de fibrilação atrial, infarto do miocárdio e insuficiência cardíaca para um grau semelhante ao de outros fatores de risco bem estabelecidos. Indivíduos sem fatores de risco tradicionais são desproporcionalmente propensos a cardiopatias no contexto de abuso de álcool.

Referências:

  • Alcohol Abuse and Cardiac Disease. Journal of the American College of Cardiology. Volume 69, Issue 1, January 2017. DOI: 10.1016/j.jacc.2016.10.048
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades