Página Principal > Neurologia > Anestésicos influenciam na cognição do paciente a longo prazo?
neuronios

Anestésicos influenciam na cognição do paciente a longo prazo?

Tempo de leitura: 2 minutos.

Um artigo do Expert Opinion on Drug Safety analisou os resultados de estudos sobre a segurança dos anestésicos em relação à neurotoxicidade a longo prazo, com foco nas disfunções cognitivas pós-operatórias, doença de Alzheimer e demências, desenvolvimento de cérebro, depressão pós-operatória e transtorno do espectro autista.

As conclusões dos autores foram:

  • O declínio das funções cognitivas e os problemas temporários de memória, que ocorrem após uma cirurgia com uso de anestesia, podem persistir por dias a meses e, em alguns casos, por mais tempo.
  • Existe uma possível ligação entre anestesia geral e mudanças induzidas em moléculas envolvidas na patogênese da doença de Alzheimer.
  • A exposição de crianças de até 3 anos à anestesia geral pode afetar o desenvolvimento do sistema nervoso central, resultando em deficiências cognitivas e comportamentais duradouras, como déficits na aprendizagem e memória.
  • Nos últimos anos, os cientistas também levantaram a hipótese de um potencial papel da anestesia geral no desenvolvimento de depressão pós-operatória e transtorno do espectro autista.
  • A ativação neuroinflamatória por cirurgia e anestesia pode ser um fator chave na patogênese da neurotoxicidade.
  • A exposição à anestesia geral é potencialmente prejudicial para o cérebro humano e os consequentes déficits cognitivos a longo prazo devem ser classificados como uma patologia iatrogênica e considerados um problema de saúde pública.

Em dezembro de 2016, a U.S. Food and Drug Administration (FDA) lançou uma nota para profissionais de saúde e pais alertando sobre os riscos do uso de anestésicos e sedativos em crianças abaixo de 3 anos de idade e em gestantes no terceiro trimestre de gestação.

Referências:

  • Vincenzo Fodale, Vincenzo F. Tripodi, Olivia Penna, Fausto Famà, Francesco Squadrito, Epifanio Mondello & Antonio David (2017): An update on anesthetics and impact on the brain, Expert Opinion on Drug Safety, DOI: 10.1080/14740338.2017.1351539

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.