Página Principal > Pediatria > Antibióticos desnecessários em crianças e suas consequências
medicamento

Antibióticos desnecessários em crianças e suas consequências

Tempo de leitura: 1 minuto.

Cerca de 1/3 das prescrições de antibióticos pediátricos, medicamento mais comumente prescrito para crianças, é considerada desnecessária. Em novo artigo do Journal of the Pediatric Infectious Diseases Society, pesquisadores americanos analisaram dados nacionais sobre visitas à emergência por danos relacionados a antibióticos.

Através desses dados, os autores do estudo estimaram 69.464 visitas à emergência por ano para eventos adversos a antibióticos em jovens com idade ≤19 anos de 2011 a 2015. Esse número representa 46,2% das visitas totais à emergência para reações adversas aos antibióticos.

Crianças na emergência

No total, 40,7% das visitas à emergência envolveram uma criança com idade ≤2 anos e 86,1% envolveram uma reação alérgica. Amoxicilina foi o antibiótico mais comumente prescrito entre as crianças com idade ≤9 anos.

As taxas de visitas à emergência para reações adversas aos antibióticos diminuíram com o aumento da idade para todos os antibióticos, exceto o sulfametoxazol-trimetoprima. Este resultou na maior taxa entre crianças de 10 a 19 anos (24,2 visitas por 10.000 prescrições).

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que os eventos adversos relacionados ao uso de antibióticos levam a muitas visitas à emergência, principalmente entre crianças pequenas.

LEIA MAIS: Uso de antiácidos e antibióticos na infância aumenta risco de alergias no futuro?

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Maribeth C Lovegrove, Andrew I Geller, Katherine E Fleming-Dutra, Nadine Shehab, Mathew R P Sapiano, Daniel S Budnitz; US Emergency Department Visits for Adverse Drug Events From Antibiotics in Children, 2011–2015, Journal of the Pediatric Infectious Diseases Society || https://doi.org/10.1093/jpids/piy066

2 Comentários

  1. JOEDYSON ALEXANDRE BARBOSA _

    Excelente matéria! Alguns antibióticos estão sendo utilizados de maneira desnecessária, trabalho em uma UPA e infelizmente é comum perceber a quantidade de genitoras que já chegam alegando uso de antibióticos por conta própria, e em alguns casos ainda fazem troca terapêutica por conta própria. Obrigado pela matéria!

  2. Zilvan Oliveira marreiros

    Muito boa essa informação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.