Página Principal > Cardiologia > Anticoagulante versus heparina no tratamento da TVP em pacientes com câncer
coágulo de sangue

Anticoagulante versus heparina no tratamento da TVP em pacientes com câncer

Tempo de leitura: 1 minuto.

Em novo estudo do New England Journal Of Medicine (NEJM), pesquisadores compararam a eficácia da edoxabana (novo anticoagulante oral) com o da dalteparina (heparina de baixo peso molecular) no tratamento da trombose venosa profunda (TVP) em pacientes com câncer.

Para esse ensaio aberto, pesquisadores randomizaram 1.046 pacientes com câncer, que tiveram um incidente de TVP, para receber dalteparina por, pelo menos, cinco dias, seguida de edoxabana oral a uma dose de 60 mg/dia, ou dalteparina subcutânea a uma dose de 200 UI por quilograma de peso corporal uma vez ao dia. O desfecho primário analisado foi um composto de recorrência de TVP e sangramento grave após 12 meses.

O desfecho primário ocorreu em 12,8% dos pacientes que receberam edoxabana versus 13,5% dos que receberam dalteparina subcutânea (HR = 0,97; IC de 95%: 0,70 a 1,36; p = 0,006). Recorrência de TVP aconteceu em 7,9% dos pacientes no grupo edoxabana e em 11,3% dos indivíduos no grupo dalteparina subcutânea; hemorragia grave em 6,9% no grupo edoxabana e em 4% no dalteparina.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que o tratamento com edoxabana não foi inferior a dalteparina, no entanto a taxa de sangramento foi maior com o anticoagulante.

Veja também: ‘Mudanças no tratamento de TEP e TVP’

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

 

Referências:

  • Edoxaban for the Treatment of Cancer-Associated Venous Thromboembolism. December 12, 2017DOI: 10.1056/NEJMoa1711948

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.