Página Principal > Endocrinologia > Uso da droga semaglutida para perda de peso é eficaz?
médica medindo a circunferencia do abdome de paciente obeso

Uso da droga semaglutida para perda de peso é eficaz?

Queremos saber a sua opinião! Gostou de ouvir essa notícia em áudio? Clique aqui e responda nossa pesquisa.

Em estudo recente publicado na Diabetes, Obesity e Metabolism, pesquisados analisaram os efeitos da semaglutida no apetite, consumo de energia, controle de alimentação, preferência alimentar e peso corporal em indivíduos obesos.

Para essa investigação, foi realizado um ensaio randomizado, duplo-cego, controlado com placebo, dos efeitos em 12 semanas de tratamento com semaglutida subcutânea uma vez por semana, com dose de 1,0 mg, em 30 indivíduos com obesidade.

Foram avaliadas a ingestão de energia ad libitum, as classificações de apetite, sede, náuseas e bem-estar, controle de alimentação, preferência alimentar, taxa metabólica, peso e composição corporal.

Quer receber diariamente notícias médicas no seu WhatsApp? Cadastre-se aqui!

Após um café da manhã padronizado, a semaglutida, em comparação com placebo, levou a uma menor ingestão de energia ad libitum durante o almoço (-1.255 kJ; p <.0001), durante a refeição seguinte (p = .0401) e nos lanches (p = .0034), resultando em uma redução de 24% no consumo total de energia em todas as refeições ad libitum ao longo do dia (-3.036 kJ; p <.0001).

Os escores globais de supressão do apetite em jejum foram melhores com a semaglutida; os índices de náusea foram semelhantes. O uso da droga foi associado com menos fome e desejo de comer, um melhor controle da alimentação e uma preferência mais baixa por alimentos ricos em gordura.

A taxa metabólica, ajustada para a massa corporal magra, não diferiu entre os tratamentos. A droga gerou uma redução de 5,0 kg em relação ao valor basal do peso corporal médio, predominantemente a partir da massa gorda corporal.

Pelos resultados, os pesquisadores concluíram que após 12 semanas de tratamento, em comparação com placebo, a ingestão de energia ad libitum foi menor com semaglutida. Os mecanismos prováveis para a perda de peso incluíram menos apetite e desejos por comida, melhor controle da alimentação e menor preferência relativa por alimentos gordurosos e densos em energia.

Veja também: ‘FDA aprova polêmico dispositivo para tratar obesidade’

Referências:

  • Blundell J , Finlayson G , Axelsen MB , Flint A , Gibbons C , Kvist T and Hjerpsted J . Effects of once-weekly semaglutide on appetite, energy intake, control of eating, food preference and body weight in subjects with obesity, Diabetes Obes Metab, 2017. https://doi.org/10.1111/dom.12932

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.